Mundo

Mulher perde estágio na NASA ao comemorar no Twitter

Muito animada por ter conseguido o emprego, ela resolveu anunciar a boa notícia na página

Agência O Globo
- Atualizada em

Na última semana, uma mulher perdeu um estágio na Nasa por um motivo pouco comum. Muito animada por ter conseguido o emprego dos seus sonhos, ela resolveu anunciar a boa notícia no Twitter de modo pouco educado. "Everyone shut the fuck up, I was accepted for a Nasa internship" ("Todos calem a p... da boca, eu fui aceita pela Nasa para um estágio).

Outro usuário da rede social resolveu responder pedindo que ela tivesse bons modos. "Language", ele escreveu para a mulher. Em português, isso significaria uma pequena repreensão do tipo: "Olhe o palavreado". A quase estagiária, então, resolveu responder de maneira menos educada ainda: "Suck my dick and balls, I'm working at Nasa" ("Chupe meu p... e minhas b..., estou trabalhando na Nasa).


O que ela não havia percebido é que a pessoa com quem "conversava" era Homer Hickam. Engenheiro aeronáutico da Nasa por quase duas décadas, foi ele quem treinou astronautas para caminhadas espaciais. Seu currículo inclui a implantação do Telescópio Espacial Hubble, a missão conjunta dos EUA com o Japão e nada menos que o desenvolvimento da Estação Espacial Internacional.

A conversa chamou a atenção de outros internautas, que printaram os tweets e espalharam a história pela rede. A mulher, que a essa altura já tinha fechado sua conta no Twitter, foi criticada por não saber quem era Homer Hickman.

'Sou um veterano da Guerra do Vietnã'

Com a controvérsia, o próprio Hickman publicou em seu blog não ser o responsável pela demissão da estagiária. "Sou um veterano da Guerra do Vietnã e não me ofendo por esse tipo de palavrão. No entanto, quando eu vi a palavra "Nasa" e o palavrão escritos juntos, me ocorreu que a pessoa teria problemas se a própria Nasa visse o tweet. Por isso eu apenas respondi: "Language"".

O engenheiro disse que soube depois que a mulher havia sido dispensada e afirmou não poder fazer muito por não ser a pessoa responsável por contratar ou demitir os funcionários da agência espacial. Ele contou ainda que ela se desculpou e que ele até tentou conversar com os responsáveis para ver se era possível dar uma outra chance à moça. Mas não se sabe se ele teve sucesso.