Novelas

'Segundo Sol': Luzia foge do país com Groa

Após fugir da cadeia, ela procura os filhos e fica desiludida ao ver que eles não querem saber dela

Agência O Globo

Luzia (Giovanna Antonelli) foge do país com Groa (André Dias) em Segundo sol. Após fugir da cadeia, ela procura os filhos e fica desiludida ao ver que eles não querem saber dela. A ex-marisqueira, então, vai para Boiporã e encontra o dono do bar. "Luzia! O que você tá fazendo aqui?! Ficou maluca, morena?", diz Groa, surpreso. "Eu vim até aqui me despedir de você, das minhas coisas... do meu passado, gringo. Eu fugi da cadeia, mas me arrependi. Meus filhos não querem saber de mim, eu não tenho mais nada! Eu vou me entregar pra polícia. É o fim da linha pra mim, gringo", afirma Luzia.

O islandês não a deixa entregar os pontos e lhe faz uma proposta: "Você sabe o que eu vim fazer no Brasil, nessa praia maravilhosa que eu amo, no meio do nada? Eu vim escapar da minha vida antiga! Do frio, da Islândia, do meu pai e da minha mãe que nunca aceitaram o meu jeito de ser! Foi bom ter vindo pra cá. Conheci você. Me encantei com o Candomblé e com a música brasileira! Mas eu recebi um telefonema da minha família. Minha mãe está muito doente. É capaz de não durar muito. Preciso voltar pra Islândia. Por que você não vem comigo? Vamo embora do Brasil, Luzia!".

A irmã de Cacau (Fabiula Nascimento) quer saber como vai entrar num avião com a polícia atrás dela. "Tem um navio cargueiro saindo na noite de réveillon. Eu tenho vários amigos marinheiros que podem te colocar clandestina, a bordo. Nós vamos atravessar o oceano juntos! É a chance de um recomeço de vida num outro mundo! A gente pode cantar música brasileira na Islândia! Vai ser lindo, Luzia", acredita Groa.

Então, na última noite do ano, Luzia entra no navio, após a conversa do amigo com um marinheiro. "Tudo certo. Eu vou entrar como assistente de cozinha. E você vai entrar junto com o último container. Quando você tiver a bordo, você sai e fica comigo. O capitão não vai perceber nada", afirma. "Tô me sentindo uma escrava que vai entrar no navio negreiro", compara Luzia. "Esse vai ser o preço da sua liberdade, minha irmã! Agora vamo, que já é quase meia-noite!", diz o islandês.

A ex-marisqueira entra no navio dentro do container. Já na proa da embarcação, segurando uma garrafa de champanhe, Groa termina de passar um batom em Luzia. Eles admiram Salvador que vai ficando ao longe, enquanto os fogos de artifício pipocam no céu. "Que venha de dentro de mim, essa nova mulher!”, canta o louro. "Só você pra me fazer rir, gringo! Feliz ano novo, viu?", diz Luzia, emocionada. "Feliz vida nova, morena! Feliz vida nova!", brinda Groa com a amiga.