Comportamento

Tinder: saiba quais são as profissões que mais deram "match" em 2018

Profissão dos paqueradores pode influenciar na hora das combinações

Redação iBahia

Pode parecer estranho, mas o currículo de uma pessoa pode aumentar as chances de um match no Tinder: segundo a própria rede, os brasileiros consideram os médicos e as cirurgiãs dentistas como fortes partidos, já que o número de matches de profissionais da área entra no top 5 do país.

Foto: Reprodução
As mulheres, por exemplo, têm mais facilidade de receber um match se forem nutricionistas ou advogadas (2ª e 3ª posições), enquanto que os homens recebem uma maior preferência se forem engenheiros civis e visual merchandisers (2º e 3º lugares).

Além das citadas, profissões como farmacêuticas, professoras de dança, fisioterapeutas, arquitetas e psicólogas também têm seu espaço. Já os homens também conseguem vários matches se forem dentistas, geólogos, cabelereiros, enfermeiros e advogados.