E. C. Bahia

Após marcar primeiro gol, Vinícius projeta volta por cima em 2018

Meia comemorou primeiro triunfo na temporada e falou sobre a relação com a torcida

Gabriel Rodrigues, do Correio 24 horas (gabriel.rodrigues@redebahia.com.br)
Os primeiros três pontos do Bahia na temporada vieram em clima de alívio. Foi preciso 225 minutos, ou 3 três horas e sete minutos e meio de bola rolando até que a torcida tricolor pudesse tirar da garganta o primeiro grito de gol de 2018. Tento que saiu dos pés de Vinícius, titular pela primeira vez no ano durante o triunfo sobre o Jacuipense, por 2x1, pela segunda rodada do Campeonato Baiano.
Vinícius abriu o placar para o Bahia contra a Jacuipense e deu fim ao jejum de gols do tricolor em 2018 (Foto: Felipe Oliveira/EC Bahia)
Vinícius, inclusive, vive um caso de amor e ódio com o torcedor. Criticado em vários momentos do ano passado, ele acredita que o peso por ter ficado quase seis meses sem atuar antes de chegar ao Fazendão contribuiu para algumas atuações ruins. O meia, no entanto, projeta a volta por cima em 2018.
"Eu vou ser sincero. Por ter chegado no meio do ano passado e por ter a consciência de que o Régis, que é com quem eu disputo posição, fez um primeiro semestre muito bom, quando eu o substituía a torcida queria que eu tivesse o mesmo o nível dele. Eu estava há seis meses sem jogar, mas sei que existe essa pressão por ser Bahia. O torcedor não quer saber o que se passa fora, o que se passa em casa. Quando você veste a camisa e entra em campo você tem que dar o melhor. Isso que eu penso sempre em fazer", explicou o meia.
O triunfo sobre o Jacuipense deixou o clima mais leve no Fazendão. Mas o tricolor já virou a chave e agora volta as atenções para o Fluminense de Feira, adversário deste sábado (27), em Pituaçu, pela terceira rodada do estadual. Partida que, para Juninho, também será complicada para o Esquadrão.
No duelo, Guto não vai poder contar com o meia Régis e lateral Nino Paraíba, vetados pelo departamento médico. Nino sofreu uma entorse no tornozelo durante a partida contra o Jacuipense. Já Régis foi diagnosticado com uma lesão muscular. Sem o meia, Vinícius deve seguir na equipe titular.  
"Futebol é resultado. Hoje o clima já é muito mais leve, mas sábado já tem jogo e o pensamento já está nesse jogo. Vai ser um jogo complicado, o nível físico das outras equipes está maior que o nosso, temos pouco tempo de treinamento, mas estamos evoluindo tanto no físico quanto taticamente", afirmou o jogador.
Ingressos
Os ingressos para a partida contra o Flu já estão à venda. O preço da arquibancada é R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia). A cadeira custa R$ 50 (inteira) e R$ 25 (meia).
Para essa partida não haverá venda pela internet. O torcedor poderá adquirir o ingresso em três lojas oficiais, localizadas em shoppings de Salvador e Lauro de Freitas nesta quinta-feira (25) e na sexta-feira (26). No sábado (27), a venda será realizada nas bilheterias de Pituaçu.