E. C. Bahia

Bahia leva gol nos acréscimos e perde do Botafogo na Fonte Nova

Tricolor empatava até os 46 minutos do 2º tempo, quando o volante Burno Silva fez o gol do triunfo carioca

Gabriel Rodrigues, do Correio 24h

Não foi dessa vez que o Bahia conseguiu embalar novamente uma sequência de dois triunfos no Campeonato Brasileiro. Na tarde deste domingo (27), o tricolor levou um gol nos acréscimos e foi derrotado por 2x1 para o Botafogo na Fonte Nova. O resultado freou a empolgação da torcida por uma nova vitória e a chance de terminar a 22ª rodada mais próximo da zona de classificação à Libertadores do que da zona de rebaixamento. 

Antes da bola rolar, os jogadores de Bahia e Botafogo prestaram homenagem às vítimas da tragédia na Baía de Todos os Santos. Após o apito inicial, foi o time carioca que começou a dando as cartas no jogo. No cruzamento de Arnaldo, a defesa tricolor falhou e Roger, por muito pouco, não abriu o placar.

A resposta tricolor foi com Rodrigão. O camisa 39 recebeu passe de Régis e chutou forte, mas a bola passou do lado da trave de Gatito Fernandez. Com mais posse de bola, o alvinegro tentava criar chances de perigo e, de tanto insistir, chegou ao gol. Aos 12 minutos Rodrigo Pimpão encontrou Roger na área, que livre de marcação, mandou de cabeça na saída do goleiro Jean.

O gol do Botafogo não desanimou o Bahia, que respondeu na mesma moeda três minutos depois. O cruzamento na área de Zé Rafael encontrou o volante Renê Júnior que testou forte e decretou o empate tricolor. A igualdade no marcador animou a torcida nas arquibancadas. Em novo cruzamento, Tiago arriscou de cabeça e mandou para fora.

Tricolor perdeu a chance de embalar dois triunfos na Série A (Felipe Oliveira/EC Bahia)

Com maior volume, o Bahia seguia pressionando o Botafogo, mas esbarrava na marcação alvinegra. No chute de fora da área de Rodrigão, Gatito fez a defesa. Do outro lado, a equipe de Jair Ventura também tinha dificuldades para incomodar Jean. Quando conseguiu chegar, o goleiro tricolor salvou em dois chutes de Rodrigo Pimpão.

Aos 44 minutos Preto Casagrande precisou fazer a primeira mudança. Tiago se machucou e deu lugar a Rodrigo Becão.

Emoção no fim

No segundo tempo o tricolor começou pressionando. No cruzamento de Eduardo, Rodrigão mandou de cabeça, mas Gatito defendeu. Mas aos poucos o jogo foi esfriando e faltou criatividade aos dois times para tirar a igualdade do placar.

Tentando mudar a situação, Preto colocou Vinícius em campo no lugar de Zé Rafael, mas foi o Botafogo que passou a chegar com mais perigo. Aos 24 minutos Rodrigo Pimpão driblou Eduardo e cruzou na área, mas Edson chegou antes e cortou para escanteio.

O tricolor respondeu na cobrança de falta de Mendoza que tirou tinta da trave de Gatito e arrancou gritos da torcida tricolor.  Aos 35 minutos um susto. Juninho Capixaba dividiu com Rodrigo Pimpão na defesa e ficou sentindo. Como o Bahia já havia feito as três alterações, o lateral foi para o sacrifício para não deixar a equipe em inferioridade númerica.  

Precisando do resultado, o Bahia se lançou ao ataque e tentava chegar nos cruzamentos de Eduardo e na velocidade de Maikon leite e Mendoza. Quando o tricolor parecia mais perto da virada, o alvinegro chegou ao gol. Na jogada de contra-ataque, Bruno Silva subiu entre Edson e Eduardo e testou sem chances para Jean, aos 46 minutos do segundo tempo, e deu número finais ao duelo.