E. C. Bahia

Bahia somou só oito pontos nos últimos cinco jogos no 1º turno

A cinco rodadas do fim do campeonato, o CORREIO faz um comparativo com as cinco rodadas finais do primeiro turno

Bruno Queiroz (bruno.queiroz@redebahia.com.br)

Somar pontos, secar adversários, avaliar a tabela e não desgrudar um minuto sequer da melhor amiga nesta reta final da Série B: a calculadora. O Bahia está no limite para o acesso, é o quarto colocado e principal alvo de mais cinco equipes que ainda sonham com a Série A em 2016. 

A cinco rodadas do fim do campeonato, o CORREIO faz um comparativo com as cinco rodadas finais do primeiro turno, quando apesar de todos os percalços, o tricolor conseguiu permanecer no G-4. 

Na ocasião, o time ainda comandado por Sérgio Soares somou oito pontos dos 15 disputados. Como agora no segundo turno a tabela se inverte, o Bahia fará três partidas em casa e duas fora, o que, teoricamente, pode ser visto como uma vantagem. Principalmente quando se leva em consideração o desempenho do time como mandante na Série B, derrotado apenas uma vez, no clássico contra o Vitória. Nos demais jogos, foram 11 triunfos e quatro empates. 




De olho no topo, Charles vai ter que melhorar o rendimento do Bahia para conseguir o acesso e voltar à Série A
(Foto: Marina Silva/Correio)


O Bahia tem 54 pontos e, à caça de uma vaga entre os quatro primeiros colocados estão Sampaio Corrêa (53), Santa Cruz (52), Paysandu (52), Náutico (52) e Bragantino (51) - Luverdense (48) corre por fora. Destes, Santa Cruz e Bragantino foram os que tiveram melhor performance na reta final do primeiro turno. Ambos somaram nove pontos nas últimas cinco partidas. 

Dentro da pequena possibilidade de tudo se repetir, a pontuação dos rivais seria insuficiente para ultrapassar o Bahia, caso o tricolor também espelhe a sua campanha. Entre tantas suposições, o que se sabe é que a média de pontos necessária para o acesso desde que a segunda divisão passou a ser disputada com 20 times e no formato de pontos corridos é de 63,7.

Em oito das dez edições nesse formato, 63 pontos foram suficientes para o acesso. Esse número só foi superior em 2012 quando o Vitória subiu em quarto com 71 e em 2009 quando o Atlético Goianiense conquistou a quarta vaga com 65 pontos. 

Probabilidades 

Segundo o departamento de Matemática da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), o Bahia é o quarto clube com maior possibilidade de acesso à Série A em 2016, com 36,5% de chances. 


O Botafogo, apesar de ainda não estar com o acesso assegurado, matematicamente, aparece com 100%. Em seguida vêm América-MG (83,9%) e Vitória (76,9%). O curioso é que o quinto com maior possibilidade de acesso é o Bragantino (22,8%), nono colocado, com 51 pontos.

Correio24horas