Artes e Exposições

Exposição "Ammari" de Antonello Veneri une Bahia e Itália

As fotografias de Salvador que estão nesta mostra trazem muito da nossa "cultura do mar"

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)

No último final de semana foi lançada na cidade de Sciacca, na Sicilia, Itália, a exposição"Ammari" do fotógrafo italiano radicado no Brasil , Antonello Veneri. A mostra que é composta por mais 40 fotos, a grande maioria tirada em Salvador, faz parte de um projeto que tem como objetivo montar duas exposições nas cidades de Sciacca, Sicilia, com imagens de Salvador e outra em Salvador, no ano que vem, com retratos tirados na cidade italiana.

Ambas terão o olhar criterioso e instigante da câmera de Veneri. A ideia de levar ao público a cultura desses dois mundos veio porque Sciacca e Salvador são oficialmente cidades-irmãs com tanto de documentos oficiais,  graças a Salvatore Dimino, que mora entre a cidade siciliana e a capital baiana e que desde o começo acreditou nessa ligação de culturas. 

As fotografias de Salvador que estão nesta mostra trazem muito da nossa "cultura do mar",  como diz o autor, elas levam o público de encontro a um mundo real e místico, onde os elementos da água e do mar são dominantes e a câmera fotográfica tem como objetivo capturar os detalhes do cotidiano e das pessoas, característica marcante do trabalho de Antonello, sendo capaz de unir os dois povos reforçando os laços de amor, amizade e paz.

A exposição "Ammari" ficará em cartaz até 25 de outubro e foi realizada a partir de um esforço conjunto entre a prefeitura de Sciacca e o italiano Salvatore Dimino, "embaixador de mar em terra" como é chamado pelo fotógrafo Veneri.