Cinema

‘Judy’ marca o ressurgimento de Renée Zellweger

Atriz é a favorita para ganhar o Oscar deste ano

Heyder Mustafá* ((heyder.mustafa@redebahia.com.br))
- Atualizada em

Depois de algumas polêmicas, mudanças severas na aparência e um hiato considerável na carreira, a atriz Renée Zellweger volta surpreendente em ‘Judy: Muito Além do Arco-Íris’ para lembrar ao mundo que ainda é uma das mais talentosas atrizes de Hollywood. Famosa por seus papéis em ‘Chicago’ e ‘O Diário de Bridget Jones’, a artista encarna a também atriz e cantora Judy Garland, faz o melhor trabalho de toda sua vasta carreira e é a favorita para levar o Oscar de Melhor Atriz neste ano.


Renée é visceral ao dar vida a uma protagonista decadente, maltratada pela vida, sem um núcleo familiar sólido e extremamente carente de afeto. Essa era Judy Garland, cria de Hollywood, apresentada ao mundo do cinema ainda criança. Conhecida por interpretar Dorothy em ‘O Mágico de Oz’ (1939), a jovem estrela foi vítima de uma mãe que a entregou nas mãos dos diretores para torná-la famosa e faturar com isso. Crescida à base de inibidores de apetite para não perder a forma e exposta a uma jornada de trabalho exaustiva desde muito cedo, a atriz atingiu o estrelato rapidamente e na mesma velocidade encontrou o fundo do poço.

De maneira convincente e muito tocante, ‘Judy’ conta a história dessa lenda do cinema através do talento incontestável de Renée Zellweger e do olhar cuidadoso do diretor Rupert Goold. Imersa no gênio de Garland, a atriz é soberana do começo ao fim do filme. Sua dor e seu sofrimento geram, de imediato, uma conexão de empatia com o público, hipnotizado pela bela direção de arte e pelos planos sequência e enquadramentos que conseguem capturar a alma da protagonista.

Com Renée em cena não existe minuto desperdiçado. Suas aparições são intensas e mostram quão bem feito foi o trabalho de caracterização da personagem. À vontade no papel, ela solta a voz em vários momentos e se despede do público em uma cena extremamente emocionante, cantando “Somewhere Over the Rainbow”, levando o público às lágrimas. Vencedora do Globo de Ouro, Critcs’ Choice e SAG, Zellweger chega ao Oscar pronta para levar sua segunda estatueta para casa. Merecidamente.   

Heyder Mustafá é jornalista e produtor cultural formado pela UFBA, editor de conteúdo da GFM e Bahia FM, apresentador do Fala Bahia e apaixonado por cinema, literatura e viagens.