Música

MC Afro Jhow participa do ‘Festival de Arte de Rua’ no Pelourinho

Evento vai reunir as mais diversas expressões da arte de rua, das 10 às 16h, no Largo Tereza Batista

Redação iBahia (agenda@portalibahia.com.br)
- Atualizada em
O rapper “Afro Jhow” – filho da famosa cabeleireira Negra Jô e que já passou por bandas como Olodum e Afoxés Filhos de Gandhy – é um dos destaques do Festival de Arte de Rua que acontece durante toda esta sexta-feira (28/08) no Largo Tereza Batista (Pelourinho).O MC baiano se apresenta às 13h30, horário em que estarão presentes o diretor geral do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural (IPAC), João Carlos de Oliveira; Arany Santana, diretora do Centro de Culturas Populares e Identitárias (CCPI) e a diretora da Diretoria de Museus (Dimus), Ana Liberato.
O Festival de Arte de Rua vai reunir – gratuitamente - das 10 às 16h, oficinas de grafite, teatro, cordel, muralismo, circo; apresentações de teatro, música, stand up comedy, dança e outras expressões de arte de rua. O evento é uma realização da Diretoria de Museus do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia (Dimus/Ipac) e faz parte das ações de dinamização dos espaços culturais e públicos da cidade e compõe a campanha #MusEuCurtoArtedeRua."A arte produzida nas ruas é um bem cultural contemporâneo dos centros urbanos, que merece ser respeitado e difundido.", declarou João Carlos de Oliveira, diretor geral do IPAC
De acordo com ele, a arte de rua também é patrimônio cultural e, por isso, é fundamental entender a importância intangível das expressões urbanas na contemporaneidade. “Este festival é uma excelente oportunidade para troca de informações e conceitos de arte e bem cultural, para novos experimentos artísticos, mas sempre respeitando o patrimônio que já é nosso e que temos responsabilidade e devemos cuidar. Só protege quem valoriza, e só valoriza quem conhece. Por isso, imprescindível a troca de conhecimentos entre tantos agentes e segmentos", completou.Programação do evento
Na abertura do festival, às 10h, acontece a apresentação de Portela Açúcar; seguido por Daniele Campos às 10h45h; Ramires Machado às 11h; mesa redonda “Mulher no grafite” às 11h20; e Mc Junior (estudante do colégio Azevedo Fernandes) às 12h. No período da tarde as atrações prosseguem com Sarau do Guetho às 12h25; Passos Crew às 12h40. Stand Up Comedy com Mateus Buente às 13h; Afro Jhow às 13h35; Indemar Nascimento às 14h10; Grupo de Dança da FUNCEB às 14h30; Grupo de Resistência Poética às 14h45; Everton Wellace às 15h e, fechando o festival, a Banda Lição Final às 15h15. Intercalada com a programação cultural acontecerão diversas ações educativas. A Oficina de Muralismo é a primeira atividade e se inicia às 10h. Em seguida acontece a Oficina de Cordel às 13h; a Oficina de Grafite às 13h30; Oficina de Stencil às 14h e a Oficina de Teatro às 15h.O Festival de Arte de Rua é uma realização da Diretoria de Museus (DIMUS), órgão vinculado ao Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural (IPAC), unidade vinculada a Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA), e conta com a parceria do Centro de Culturas Populares e Identitárias (CCPI) e Fundação Cultural do Estado da Bahia (Funceb) - também é vinculados à SecultBA.