Turismo

Partindo de Salvador, viaje para o exterior com até R$ 1.500

iBahia selecionou cinco lugares e o mais barato deles você só vai desembolsar R$ 1.287. Todos partindo da capital baiana, o período considerado foi de 4 a 9 de agosto e sem a exigência de passaportes ou vistos

Carolina Dourado (carolina.dourado@redebahia.com.br)
- Atualizada em

Nem sempre viajar vai ser sinônimo de gastar muito, acredite! Basta um pouco de pesquisa e paciência para encontrar diversos pacotes de viagens com o preços mais acessíveis. Sair do Brasil, às vezes, custa mais barato do que visitar alguns estados no norte do país ou cidades litorâneas em épocas festivas, por exemplo. Mas para conseguir encontrar aquele 'precinho' é preciso ficar atento a fatores que influenciam diretamente no planejamento de uma viagem, tais como: site de busca, estação do ano (alta e baixa estação), datas (quanto maior o intervalo entre a busca e o dia oficial, melhor), países que exigem visto e cotação da moeda local. 

Pensando nas pessoas que gostam de viajar, sonham em sair do Brasil e não pretendem ou não podem gastar muito, o iBahia pesquisou cinco destinos na América do Sul por até R$ 1.500 para o período de 4 a 9 de agosto e sem a exigência de passaportes ou vistos. Vale ressaltar que todos os pacotes foram pesquisados no site decolar.com, têm passagens aéreas inclusas (ida e volta), com voos partindo de Salvador e hospedagens em quartos duplos. Confira a lista e programe-se:

Santiago - Chile 

É possível se hospedar por cinco noites em um quarto duplo, com passagens aéreas inclusas, por R$ 1.330 (por pessoa). O Hotel Santiago Suite Apartment, avaliado pelo site com nota 7.3, possui boa localização, perto de farmácias, restaurantes e alguns pontos turístico, como Jardim Japones, Basilica de La Merad e Museo Nacional de Bellas Artes. 

Cotação: R$ 1 = 182,84314 CLP

Foto: Reprodução/ Instagram

Buenos Aires - Argentina

A cidade é o destino mais barato da lista. Para visitar Buenos Aires por cinco dias, o viajante precisa desembolsar R$ 1.287 (por pessoa). O charmoso hotel Unique Executive Chateau, avaliado com nota 7.3, fica localizado perto de bibliotecas, cafés, restaurantes, farmácias, Museo Nacional e do Parque Plaza V. Lopez y Planes.

Cotação: R$ 1 = 6,10233 ARS

Foto: Reprodução/ Instagram

Assunção - Paraguai 

O país faz fronteira com os estados do Mato Grosso do Sul e Paraná. Para visitar a capital por quatro noites, com passagens aéreas e direito a café da manhã, é preciso pagar o valor de R$ 1.375 (por pessoa). O hotel Portal del Sol possui boa avaliação pelo site com o total de 7.5, fica localizado perto do Shopping del Sol World Trade Center Assunção, Museo del Barro, pizzaria, posto de gasolina, supermercado e Correio.

Cotação: R$ 1 = 1680,29909 PYG

Foto: Reprodução/ Instagram

Montevidéu - Uruguai

Para visitar Montevidéu por cinco noites, com passagens aéreas e café da manhã, o turista vai precisar pagar o total de R$ 1.375 (por pessoa). O hotel Esplendor Cervantes, avaliado com 7.7 a nota mais alta dentre os hotéis da listagem, fica localizado perto do centro da cidade, do Centro Comercial Montevideo Shopping, Museo del Tango, Museo de la Casa de Gobierno e, também, de bares, restaurantes e cafeterias, o que é ótimo para quem deseja conhecer pontos da cidade a pé e sem gastar muito.

Cotação: R$ 1 = 8,57228 UYU


Foto: Reprodução/ Instagram

Quito - Equador
Por menos tempo e pelo valor mais alto, visitar Quito, no Equador, por três dias sai por R$ 1.491 (por pessoa). Esse valor inclui passagens aéreas, café da manhã e hospedagem no History Hostal. O hotel, avaliado com nota 7.3, possui boa localização e fica perto do centro da cidade, bares, restaurantes, Teatro Bolivar e Plaza Grande. 

Cotação: R$ 1 = 7542.95 ECS

Foto: Reprodução/ Instagram

Mais informações:
O Brasil faz parte de uma integração econômica chamado Mercosul e, por conta disso, é permitido a entrada e saída de pessoas, com nacionalidade dos países associados, sem a exigência de vistos e passaporte, basta portar a certeira de identidade e voilà. Dentre os países que fazem parte desse acordo estão Argentina, Paraguai, Uruguai, Venezuela e tem como membros associados o Chile, Bolívia, Peru, Colômbia e Equador.

*Sob supervisão e orientação do repórter Guinho Santos.