Cinema

Terror, tensão e crueldade em 'Atentado ao Hotel Taj Mahal'

Filme é baseado nos ataques terroristas a Mumbai

Heyder Mustafá* (heyder.mustafa@redebahia.com.br)


A série de atentados patrocinada pela organização terrorista Lashkar-e-Taiba na cidade de Mumbai, em 2008, é o pano de fundo do primeiro filme de Anthony Maras, em cartaz nos cinemas da cidade. ‘Atentado ao Hotel Taj Mahal’ mostra com verdade e frieza um dos capítulos mais dramáticos e assustadores da recente história da Índia, sem banalizar a violência e propondo algumas reflexões interessantes.

Em cerca de duas horas, o diretor consegue apresentar ao público um resumo bem feito do que aconteceu nos dias em que Mumbai foi sitiada pelo grupo terrorista, com atentados orquestrados também em outros lugares, como num café e na maior estação de trem local. Mas o foco do filme é o luxuoso hotel, considerado uma joia da cidade. É lá onde ocorrem dezenas de assassinatos e o drama vivido pelos personagens principais ganha vida, deixando até mesmo os mais tranquilos roendo as unhas de aflição.

 

‘Atentado ao Hotel Taj Mahal’ mostra a vida por um fio em meio à barbárie e consegue apresentar uma comovente história de ficção envelopada pela brutal realidade causada pelo extremismo religioso. Destaque para o afinado elenco, que conta com Dev Patel (Quem Quer Ser um Milionário) e Armie Hammer (Me Chame Pelo Seu Nome), e para a acertada decisão do diretor de mesclar cenas reais da tragédia, dando ainda mais a dimensão do caos. Com certeza vale a ida ao cinema! 

*Heyder Mustafá é jornalista e produtor cultural formado pela UFBA, editor de conteúdo da GFM e Bahia FM, apresentador do Fala Bahia e apaixonado por cinema, literatura e viagens.