Justiça impede Overeem, próximo rival de Cigano, de receber o prêmio por vitória no UFC 141


Overeem ainda não pode receber os US$ 385.714,28

Alistair Overeem derrotou Brock Lesnar em sua estreia no Ultimate, nesta sexta-feira no UFC 141, mas não vai receber o prêmio de US$ 385.714,28 por enquanto. Uma corte distrital do Estado de Nevada emitiu uma ordem que colocou a bolsa do lutador holandês em custódia, enquanto um grupo de agenciamento de atletas tenta recuperar o dinheiro numa ação contra Overeem.

A agência é a Knock Out Investments (KOI), nome-fantasia da equipe Golden Glory, que Overeem abandonou após assinar com o UFC. As duas partes estão em ações judiciais, uma contra a outra. A agência pediu à corte de Nevada para reter o dinheiro que Overeem lhe deve, incluindo sua bolsa, o bônus pela vitória e cotas de participação na venda de pay per views.

De acordo com o site americano “ESPN.com”, a KOI alega que Overeem não pagou uma comissão de 30% à companhia após sua vitória sobre Fabrício Werdum, em 18 de junho de 2011. Na ordem emitida, a corte de Nevada cita um contrato em vigência e pede à Zuffa LLC, grupo que controla o UFC, que “emita um cheque com a porção da bolsa devida a Overeem na quantia respectiva de US$ 241.285,49, em nome da Knock Out Investments”, e que a Comissão Atlética do Estado de Nevada deve reter o cheque até segunda ordem da corte.

A KOI terá de emitir um bond (seguro de débito) no valor de US$ 200 mil para garantir que a bolsa fique retida pela Comissão Atlética do Estado de Nevada. A agência entrou na última terça-feira também com uma ação por quebra de contrato, num contraprocesso à ação movida por Overeem contra o grupo por dívidas durante o curso de seu contrato.