Mancha passa bem após cirurgia no ombro


Mancha estreou contra o Duque de Caxias. Foto: Arisson Marinho/Correio*

Com a autorização do Botafogo, o volante Rodrigo Mancha foi operado nesta sexta-feira (29), em Salvador. O procedimento durou cerca de uma hora. O jogador rubro-negro, que se machucou na derrota por 2 a 0 para o Náutico, recebe alta ainda hoje e fará a primeira revisão na próxima segunda.

“Correu tudo tranquilo e vamos torcer pela rápida recuperação de Mancha”, torce Luís Felipe Fernandes, médico do clube e responsável pela cirurgia no ombro esquerdo do atleta, que sofreu uma disjunção acrômio-clavicular.

Rodrigo Mancha chegou ao Vitória através da venda do meia-atacante Elkeson para o Botafogo. No acordo entre os clubes, o Leão teria direito a três atletas do time carioca por empréstimo. O volante foi o único que desembarcou na capital baiana para defender o Rubro-negro na Segundona. Caso não feche com mais dois jogadores do time carioca, a diretoria tem o direito de exigir o pagamento de R$ 200 mil por cada um que não vier.

Titular desde a 4ª rodada, quando o Vitória bateu o Duque de Caxias por 3 a 2, no Rio de Janeiro, Mancha precisará de três a quatro meses para se recuperar. Com essa previsão, ele dificilmente volta aos gramados para ajudar o clube na luta pelo acesso.

Opções – Neste domingo (31), o Rubro-negro encara o Boa Esporte no Barradão, às 16h20. Sem Mancha e Zé Luís, suspenso, o técnico interino Ricardo Silva deve escalar Uelliton e Neto Coruja no setor defensivo do meio-de-campo. Esdras, Mineiro, Duylio e Lucas Garcia, revelações do clube, também podem ser utilizados ao longo da temporada.