Futebol

Ex-jogador do Vitória, Esquerdinha morre aos 46 anos na Paraíba

Esquerdinha encerrou a carreira em 2007, pelo Botafogo-PB e chegou a trabalhar como auxiliar técnico do Botafogo-PB e do Santa Cruz-PB, mas por pouco tempo

Redação iBahia
- Atualizada em

O lateral-esquerdo Esquerdinha, que passou por clubes como Vitória, Fluminense e Porto, de Portugal, morreu nesta quarta-feira (31), em João Pessoa, Paraíba, seu estado natal. Ele tinha 46 anos e foi vítima de um infarto fulminante. Ele jogava futebol em um campeonato amador local, quando passou mal e chegou sem vida ao hospital.

José Marcelo Januário de Araújo também atuou no Bahia, em 1995, mas foi entre 1996 e 1998, atuando pelo Vitória, que teve momentos de destaques na carreira, até sua transferência para Europa. No Brasil, atuou também no Fluminense, Botafogo-PB, entre outros clubes. Fora do país, além do Porto, atuou na Espanha pelo Zaragoza e Académica, também de Portugal. 

Esquerdinha nos tempos de Vitória
Esquerdinha encerrou a carreira em 2007, pelo Botafogo-PB e chegou a trabalhar como auxiliar técnico do Botafogo-PB e do Santa Cruz-PB, mas por pouco tempo.

Em nota, o Porto lamentou a morte do ex-jogador. "O FC Porto envia condolências à família e amigos de José Marcelo Januário de Araújo, conhecido como Esquerdinha. O antigo futebolista do clube faleceu na quarta-feira, aos 46 anos, em João Pessoa, Paraíba (Brasil). O lateral esquerdo brasileiro representou o FC Porto entre 1998 e 2001, contribuindo para a conquista do Pentacampeonato em 1999. Esquerdinha disputou 87 jogos com a camisola azul e branca (9 golos), vencendo um campeonato, duas Taças de Portugal e uma Supertaça de Portugal".

" Ele disse para alguns amigos que foram ao local que estava cansado e não estava conseguindo jogar. No vestiário, ele caiu depois do jogo. Os amigos não esperaram nem a ambulância chegar e já trouxeram ele para receber atendimento. Ele chegou praticamente sem vida", disse ao site do Globo Esporte  um funcionário da UPA.

No vídeo abaixo, Esquerdinha faz o segundo gol na vitória do Leão contra o Internacional, pelo Campeonato Brasileiro de 1998, no Barradão.