Fitness

Duas formas de potencializar os treinos em casa nos dias frios

Existem evidências de que as baixas temperaturas podem ajudar também a reduzir a retenção líquida

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)

Manter o foco no treino em casa nos dias frios vai muito além de ver a preguiça e a vontade de ficar na cama. De acordo com especialistas, durante o inverno é preciso também estar atento às lesões, já que realizar atividades físicas nos dias mais frios pode provocar o estiramento e lesão  muscular com mais facilidade - principalmente se o exercício for feito em casa, sem nenhum acompanhamento profissional.

“No frio, os músculos ficam mais contraídos, o que pode aumentar a chance de se ter uma lesão. No entanto, essa é uma excelente época para otimizar os resultados”, explica Aline Caniçais, fisioterapeuta dermatofuncional da HTM. 

No entanto, o frio pode ser um aliado importante no processo de emagrecimento, já que proporciona o aumento do metabolismo corporal. Além disso, existem evidências de que as baixas temperaturas podem ajudar também a reduzir a retenção líquida, comum nas épocas mais quentes. 

A especialista Aline Caniçais listou duas dicas importantes para quem pretende investir nos treinos em dias frios. Confira: 


Dica 1: Invista em alongamentos e aquecimentos

Esforço ou peso em excesso, assim como movimentos realizados de forma inadequada, podem provocar problemas nos músculos e articulações, principalmente no inverno. O estiramento, que ocorre quando as fibras musculares se rompem no momento que a atividade física exige mais do que o corpo pode oferecer, pode ser evitado se a pessoa pratica alongamento e aquecimento pré e pós treino. 

Dica 2: Aposte em treinos intensos 

Com a temperatura mais baixa, o corpo tende a queimar mais calorias para manter a temperatura corporal. Pessoas sedentárias podem conseguir bons resultados se escolherem esta época para começar um programa de treinamento com exercícios físicos e uso de terapias auxiliares. Já para quem treina com regularidade, uma dica é adaptar sua rotina e investir em atividades intensas e mais rápidas.

Vale lembrar que os especialistas recomendam que as pessoas procurem orientação médica antes de praticarem qualquer atividade física.