Fitness

Doce ilusão: brigadeiro sem leite condensado e bolo sem ovo

Versões fit de guloseimas prometem mais qualidades nutricionais e menos inchaço no corpo

Redação iBahia
08/05/2016 às 21h01

6 min de leitura
Seja por alergia ou devido àquela dica pra perder a barriga, tá difícil não ouvir falar de doces fit. As versões de guloseimas sem ingredientes como leite condensado, ovo e farinha de trigo prometem mais qualidades nutricionais e menos inchaço.

O bolo livre de ovos e leite de Duda Lima: a chia deixa a massa macia e a calda de manga com maracujá arremata (fotos de Angeluci Figueiredo)

Isso porque alguns deles estão ligados a inflamações digestivas, mesmo para quem não tem doença celíaca (alergia ao glúten) ou intolerância à lactose. “O humano é a única espécie que consome leite de outros bichos e depois da infância”, diz a mestra em nutrição e professora da Ufba Lílian Lessa. O gosto de algumas dessas inovações nem se compara ao das versões tradicionais – palavra de quem provou. Conversamos com uma doceira que produz versões especiais (Duda Lima) e com duas cozinheiras especializadas em comida sem glúten e lactose, Verena Leite e Raquel de Medeiros. Confira o que a gente comeu de melhor e recomenda com gosto. * Integrantes da 10ª turma do Programa Correio de Futuro, sob orientação de Victor Villarpando SEIS VERDADES SOBRE DOCES FIT Engorda
Infelizmente sim. Apesar de saudáveis, os doces fit também engordam. Segundo a confeiteira Duda Lima: “Como não tem glúten, é preciso colocar mais gordura para ter umidade” . Além disso, o açúcar demerara também contribui para que ele forneça uns quilinhos a mais. “Se você comer e não fizer exercícios físicos, os doces, por mais naturais que sejam, vão virar gordura”, alerta Verena Leite, cozinheira e estudante de nutrição. Qualquer um come
Não precisa ser intolerante a glúten, lactose ou ovo. Qualquer um que deseje uma alimentação mais natural e com menos conservantes pode. “Os alimentos industrializados, com glúten, lactose, gordura trans e açúcar refinado, geram uma espécie de inflamação dentro do organismo. Isso resulta em inchaço”, afirma Raquel de Medeiros, especialista em nutrição funcional e sócia da Das Duas, empresa que só produz alimentos livres de glúten e lactose. E quem não pode 
Pessoas que vivem com diabetes não estão liberadas para consumir os doces desta matéria. As receitas levam açúcar demerara, que é menos industrializado que o refinado. Ainda assim, é impróprio para quem tem esse tipo de restrição. A Das Duas tem uma linha zero açúcar, com mini cookies e brownies adoçados com Stevia e Agave. Verena também trabalha com algumas opções sem açúcar para encomenda. Ainda assim, recomendam moderação O desafio do bolo
Deixá-lo macio e fofinho: sem os ingredientes tradicionais,  isso se torna tarefa para verdadeiras cientistas. “Foram muitos testes até chegar à quimica perfeita”, conta Raquel.  A mistura de farinhas de grãos diversos, como linhaça dourada, arroz integral e quinoa, e os leites vegetais, são itens que ajudam. Para arrematar, Verena deixa a dica: “ao servir, antes de colocar a calda, furo o bolo para ela se misturar bem à massa, aumentando a umidade”. Leite e ovo
Os “leites” de vegetais são os mais indicados para substituir os de origem animal. É o caso de coco, castanhas de caju e do pará e das amêndoas. Para quem tem restrição a ovos, Duda Lima ensina um pequeno truque: “Junte duas colheres de sopa de linhaça dourada com 200 ml água e deixe 10 minutos descansando. A mistura fica bem viscosa e pode substituir um ovo nas receitas”. A linhaça dourada pode ser trocada pela tradicional ou pela chia. Validade mais curta
Qualquer massa é assim: quanto mais fresca, melhor. Mas, com as versões fit, isso ganha ainda mais importância. “Por não utilizar farinha de trigo, privilegiar ingredientes orgânicos e reduzir a quantidade de açúcar, esses doces resistem menos que os tradicionais”, afirma Raquel. Porém, se sobrar algum pedaço, não se preocupe!  “Guarde na geladeira. Antes de comer, esquente por alguns segundos no micro-ondas”, orienta Verena. RECEITAS 

Bolo de chia (750 g por R$ 50)

Bolo de chia 
Ingredientes:
3 colheres de sopa de chia
150 ml de água
120 ml de leite de coco
100 ml de óleo de girassol
250 g de açúcar
250 g de farinha de trigo
5 g de fermento Preparo – Coloque a chia de molho na água por aproximadamente 10 minutos. Misture com o óleo de girassol e o açúcar. Depois, acrescente farinha de trigo e leite de coco. Bote o fermento. Leve ao forno por aproximadamente 30 minutos. 

Os cupcakes da Nutricake saem a R$ 8 cada: banana, tapioca com doce de leite, cenoura com cacau e Whey Protein

Cupcake de banana
Ingredientes:
Massa
3 colheres de sopa de açúcar
2 ovos caipira
3 colheres de sopa de óleo de girassol ou de coco
100 ml de extrato de coco
150 g de farinha de arroz
3 bananas da prata cortadas
2 colheres (sobremesa) de canela
1 colher de sopa de fermento Cobertura
5 bananas da prata maduras
1 colher de sopa de canela
200 ml de água Preparo – Bata o açúcar, o óleo e os ovos no liquidificador por 3 minutos. Misture na batedeira com a farinha por 5 minutos. Bote o leite de coco, o fermento e mexa até ficar homogênea. Junte as bananas em cubos e a canela. Leve ao forno pré-aquecido a 150°C por 20 minutos. 

A Das Duas tem brigadeiros de cacau ou brancos com gostinho de castanha: delícia sob encomenda por R$ 5 a unidade

Brigadeiro
Ingredientes:
1 litro de leite de castanha de caju natural
500 g de açúcar demerara
1/3 de xícara de chá de fécula de batata
70 g de cacau em pó
100 g de cacau 70%
10 g de manteiga ghee (clarificada) Preparo – Mexa o leite de castanha com o açúcar demerara em fogo baixo por cerca de uma hora, até ficar com consistência de brigadeiro de colher. Dissolva a fécula de batata. Misture o cacau em pó, a manteiga ghee e mexa até ficar homogêneo. Leve à geladeira por uma hora.