Mapas Juninos

Público lota o MAM para curtir forró de Zelito Miranda

O forrozeiro encerrou o projeto Música no Parque na manhã deste domingo (25)

Milena Hildete do Correio 24h

De um lado, crianças fantasiadas brincavam e corriam. Do outro, adultos e idosos cantavam  e dançavam ao som de hinos da música nordestina, como a canção Morena Tropicana. Foi assim que o cantor Zelito Miranda encerrou o último arraiá da capital baiana na manhã deste domingo (25). A festa, última apresentação do projeto Música no Parque 2017, começou às 11h e lotou o Pátio das Mangueiras, no Museu de Arte Moderna (MAM), no Solar do Unhão.

Quem não colocou o pé na estrada durante o feriado, ganhou  mais um dia de festa. Foi o caso do professor Jadson Coelho, 24 anos. Ele foi parar  no show  com dois amigos depois de ter aproveitado os festejos no bairro da Saúde. “Eu estou curtindo o São João desde o inicio do mês e amanhã ainda trabalho cedo", brincou.

Zelito Miranda comandou o forró no Pátio das Mangueiras, no MAM (Foto: Mauro Akin Nasor/CORREIO
Com a analista química Mirela Sampaio, 32 anos, não foi diferente. Ela já tinha levado a  filha para a programação do  Pelourinho, mas resolveu ir curtir o último dia de festa também . “A minha filha  gosta de São João. Ontem, eu a levei para o show de Targino e  ela chorou para não ir embora”, contou a mãe.  Para a apresentação de Zelito, a pequena Maria Eduarda, 4 anos, foi vestida de Maria Bonita. “Ela usou uma fantasia em cada dia”, completou a mãe.  

Em cima do palco, o rei do forró temperado aproveitou a ocasião para falar sobre a importância do forró. “No São João não pode faltar o milho, o amendoim, a quadrilha e nem o forró. Nada contra o sertanejo, mas, São João é nosso”, contou.

Na oitava edição do evento, o cantor recebeu artistas como  Celo Costa e Capitão Corisco.  Como parte da festa de São João, o  evento ainda contou com feirinhas de comidas  e bebidas típicas.