Moda e Beleza

Verão: saiba como evitar problemas de pele

Essas doenças geralmente se apresentam em locais quentes e úmidos

Revista ABM
- Atualizada em

 No verão os cuidados com a pele devem ser redobrados porque o sol e a desidratação podem trazer problemas como queimaduras, envelhecimento precoce e até mesmo o risco de câncer de pele.

A dermatologista Taís Valverde, presidente da Sociedade Brasileira de Dermatologia, regional Bahia (SBD/BA), indica os principais cuidados:

Doenças de pele mais comuns no verão e como se prevenir

• Micoses superficiais, como pitiríase versicolor (pano branco), tinhas interdigitais (frieiras), e candidíases. São infecções causadas por fungos;

• Miliária Rubra (brotoejas): dermatose inflamatória das glândulas sudoríparas que ficam obstruídas e não drenam o suor;

• Larva Migrans (bicho geográfico) : parasita presente na areia e pode penetrar na pele, causando irritação e coceira;

• Fitofotodermatose: queimaduras provocadas por plantas e frutas fotossensilibizantes, como limão e caju;

• Insolação: exposição intensa ao sol, levando a queimaduras na pele, desidratação até quadros mais graves de confusão mental.

Foto: Revista ABM

Essas doenças geralmente se apresentam em locais quentes e úmidos. Portanto, uma dica da dermatologista é enxugar bem as dobras, e entre os dedos, após o banho. E para dificultar o surgimento do pano branco também é preciso evitar oleosidade em algumas partes, como as costas, por exemplo.

Para evitar as brotoejas, o ideal é usar roupas leves e de algodão, e procurar locais frescos e ventilados. Ao manipular frutas cítricas como o limão, lavar imediatamente o local com água e sabão e não expor a área afetada ao sol.

No verão, além das altas temperaturas, costumamos tomar mais banho de mar (sal na pele) e piscina (cloro), o que requer intensificar o uso de hidratante após o banho, para evitar xerose cutânea (ressecamento da pele).

Além disso, é muito importante tomar bastante água para evitar a desidratação, principalmente em crianças e idosos. Também é recomendado o uso de filtro solar com fator de proteção 30, diariamente.

E a exposição solar deve ser evitada entre 10h e as 16h. “Não recomendamos o uso de bronzeador, nem mesmo associado ao filtro solar”, adverte a dermatologista. Se estiver na praia ou piscina nessas horas mais quentes do dia, procure ficar embaixo do guarda-sol, ou qualquer outro lugar protegido do sol como quiosque ou restaurante, para evitar insolação e queimaduras na pele.

Outras dicas:

Foto: Revista ABM

Manter a pele limpa e hidratada

Tomar pelo menos dois banhos diários por dia deve ser suficiente para manter a pele devidamente limpa, livre do suor. Se estiver muito quente pode tomar mais banhos, mas evite o sabonete para não deixar a pele mais ressecada. O sabonete antisséptico pode ser útil para eliminar as bactérias e outros micro-organismos das axilas, região íntima e pés que podem causar frieira.

Não se depilar no dia de pegar sol

Outro cuidado importante no verão é não fazer a depilação no dia, e também na véspera, da exposição solar, porque isto pode causar manchas escuras na pele. Assim, a depilação deve ser feita, pelo menos, com 48 horas de antecedência.

Tomar banho de água doce quando sair da praia

Na praia deve-se intercalar com banho de água doce, de preferência fria, para retirar o sal e areia que tendem a ressecar a pele, facilitando as fissuras que podem permitir a entrada de micro-organismos. Se na praia não tiver um chuveiro, leve uma garrafa de água para jogar no corpo quando sair da areia. E sempre aplique novamente o protetor solar ou a loção pós-sol.

Tratamentos de pele no verão

“Alguns tratamentos com lasers podem ser usados no verão, porém o ideal é procurar um dermatologista para melhores esclarecimentos”, alerta a médica.  A melhor época para fazer estes tratamentos é durante o outono e o inverno, quando a temperatura está mais amena e o sol menos forte. Outro cuidado importante é fazer esfoliação da pele, principalmente no rosto e nos pés, uma vez por semana, para eliminar as células mortas e renovar a pele.

Manter a pele sempre seca

Manter a pele sempre seca é importante para evitar o aparecimento de fungos que levam à micose. Assim, é indicado usar sandálias ou chinelos para que os pés não fiquem molhados de suor dentro do sapato. Além disso, para evitar micose é aconselhável não compartilhar toalhas em clubes, praias e piscinas.

Investir no betacaroteno

É recomendado comer alimentos com carotenoides como cenoura, abóbora, mamão, maçã e beterraba, pois ajudam a reduzir os danos causados  pela exposição solar, além de manter a pele mais bonita e hidratada.