Nem Te Conto

Após agredir homem em show, Livinho admite: 'Cheguei ao limite'

'Todo mundo tem seus picos altos de raiva, chega ao seu limite, assim como eu cheguei no meu', explica cantor

Agência O Globo

Envolvido em mais uma polêmica, MC Livinho usou as redes sociais para comentar a atitude de ter agredido um homem durante um show no Rio, no último fim de semana, após ser xingado pelo mesmo. No vídeo que viralizou, o funkeiro, de 23 anos, interrompe o show, desce do palco e segura o rapaz, que estava na plateia, pelo pescoço. Em seguida, o cantor encosta o homem na parede, ameaçando-o. Ao falar do assunto, Livinho admite que se descontrolou.

"Estou vendo as pessoas falando para mim: 'gostei da sua atitude lá no show, de ter batido no cara que falou m****...'. Eu, agora com a cabeça mais tranquila, vejo que não foi certo. Cheguei aquele ponto só porque foi o extremo. Todo mundo tem seus picos altos de raiva, chega ao seu limite, assim como eu cheguei no meu", explica Livinho.

O funkeiro relatou que perdeu a cabeça após ter sido xingado pelo homem de "m****" e "macaco".

"Desde o começo do show, o cara me tirando. Aí quando fui tirar uma satisfação com ele lá embaixo, perguntar o que ele tinha contra mim, o cara me chamou novamente de 'm****' e 'macaco'. Aí, ninguém tem sangue de barata". "Mas não foi certa a minha atitude. Espero que os fãs não se espelhem nessa atitude", frisa.

"Sou autêntico, tenho personalidade, falo o que tenho que falar, e sou humano, de carne e osso, assim como todos. Não é porque eu sou artista que eu tenho que ser um exemplo. Eu também erro. Mas vamos tentar pensar antes de agir".

Nas imagens, após ser contido por seguranças, o funkeiro volta para o palco e responde a algumas pessoas que iniciam uma vaia: “ ‘Uh’, nada. Quero ver se você estivesse trabalhando em cima do palco e visse alguém te chamando de m****. Estou aqui cantando por amor, cara***. Não é só por dinheiro, não. Senão eu vou embora, agora. Gostou? Estou aqui por amor, mas se for por dinheiro eu vou embora, depois de uma vacilada dessa aí”.

Após a declaração no microfone, os convidados da formatura se dividem entre vaias e aplausos, e Livinho continua: “É em respeito a vocês, filho. É nós. Vamos continuar. Só quem não está preocupado com os recalcados faz barulho aí”.