Nem Te Conto

Ator de 'Orgulho e Paixão’ fala da estreia na TV como soldado gay

Ator falou sobre a parceria com os amigos Chandelly Braz e Miguel Rômulo

Paulo Víctor Mafrans, da Agência O Globo
- Atualizada em

Logo em sua primeira novela, Pedro Henrique Müller tem provado das delícias de se fazer um personagem tão querido pelo público. Em “Orgulho e paixão’’, o carioca de 27 anos vive o Capitão Otávio. Ao lado de Juliano Laham (Luccino), ele conta a história de um casal gay de 1910, numa cidade do interior de São Paulo.


— No Twitter, os fãs de #Lutávio reagem entusiasmados a cada descoberta. Na rua, a resposta é linda. Alguns motoristas de aplicativo e taxistas me disseram que estão torcendo pelos dois. Ontem mesmo fui abordado na fila do mercado por um casal. O público LGBT se identifica demais. Isso é representatividade! Ter esse reconhecimento é a coisa mais linda — festeja Müller, que não fala de sua vida pessoal, apesar de não esconder seu relacionamento nas redes sociais.

Para amenizar o frio na barriga de sua estreia na TV, ele conta com a ajuda da melhor amiga, a atriz Chandelly Braz, que faz a Mariana Benedito na trama das 18h. — A amizade na vida real ajuda muito na construção das história. Eu, ela e Juliano nos damos muito bem. Miguel Rômulo também é um amigo querido, parceiro de quartel na história. Não nos desgrudamos fora das gravações — entrega o ator.


Formado em Teatro desde 2011 e graduando em Artes Cênicas, Müller é apaixonado pelo palco desde muito criança. Estimulado pelos pais, ele conta que os familiares formaram plateias para suas apresentações amadoras: — Esse apoio deles me ajudou muito a seguir na profissão. Associo meu interesse pelo teatro ao amor por leitura. Sempre fui um leitor enlouquecido, com desejo pelas narrativas.

Atualmente, ele está em cartaz com a peça “As mil e uma noites”, no Oi Futuro Flamengo. A história tem 500 páginas de texto e é encenada por meio de jogos de cena. — Dar conta desse projeto é uma tarefa árdua. Esse é um clássico belíssimo da cultura árabe — elogia ele.