Nem Te Conto

Ex-atriz mirim detalha gestação de risco de filho não planejado

Desde o início da gestação, Thávyne tem sentido fortes dores no quadril que a impedem de andar durante muito tempo

Patrícia Kogut, de Agência O Globo

Thávyne Ferrari, que ficou conhecida do público aos 10 anos como a boneca Patty Pop do "Sítio do Picapau Amarelo", está grávida de 34 semanas de seu primeiro filho, Henrique, fruto do casamento com o estudante Danilo Espindola:

Foto: Reprodução

- Não estava planejando. Tinha acabado de reformar meu quarto na casa da minha mãe quando descobri que estava grávida. Foi um susto grande. Já nos casaríamos, mas só no fim deste ano. Decidimos antecipar e agora estamos terminando os últimos preparativos para a chegada do nosso filho. Fizemos o chá de bebê e a obra no quartinho dele acabou. Só falta arrumar. Estamos ansiosos.

Desde o início da gestação, Thávyne tem sentido fortes dores no quadril que a impedem de andar durante muito tempo. Por isso, a atriz precisa usar uma cadeira de rodas. Segunda ela, os médicos não conseguiram descobrir o motivo:

- Não dá para investigar porque os exames disponíveis, como raio-x e tomografia, são muito invasivos para o bebê. A gente desconfia de uma sequela de uma displasia que tive quando nasci. Tinha o fêmur desencaixado da bacia. A atriz, de 24 anos, conta que está apreensiva com o parto:

- Estou morrendo de medo. A única pessoa que consegue me tranquilizar é minha irmã, que teve bebê recentemente  - diz Thávyne, explicando que não sabe qual será o tipo de parto. - Como vou fazer pelo SUS, não dá para marcar. Então, terei que entrar em trabalho de parto. Se eu sentir muita dor ou se a médica achar que há chances de deslocar o quadril, irei para a cesariana. Antes de engravidar, Thávyne estava cursando o segundo período da faculdade de Biomedicina:

- Já tinha feito outros cursos, mas nunca gostei de verdade de nenhum deles. É difícil se interessar por algo quando você passou a vida trabalhando em outra área. Eu atuo desde os 4 anos. Mas preciso de um plano B e acabei me apaixonando pela Biomedicina. Tive que trancar porque não conseguiria frequentar durante a gravidez. Meu marido está terminando Engenharia este ano. Quando ele acabar, volto para a faculdade.

Foto: Arquivo Pessoal

Thávyne está afastada da TV desde 2013, quando participou de "Amor à vida", novela de Walcyr Carrasco:

- Sinto muitas saudades. Foram 20 anos atuando. Morava sozinha no Rio desde os 16 anos. Voltei para São Paulo porque minha mãe estava com um problema sério no rim. Teve que passar por seis cirurgias e até correu risco de morte. Agora, ela está bem. Se tiver oportunidade, volto, sem dúvidas.