Nem Te Conto

Ex-BBB Gustavo afirma que continua namorando repórter do 'Domingão'

"Feliz com o meu relacionamento", disse médico

Paulo Víctor Mafrans e Leonardo Ribeiro, da Agência O Globo
- Atualizada em

Para todos os efeitos, Gustavo, eliminado do "BBB 19", entrou no programa solteiro querendo aproveitar tudo que o programa poderia oferecer. Mas, na verdade, ele continua namorando a bailarina e repórter do "Domingão do Faustão" Daiane de Paula. A falsa solteirice foi só mais uma estratégia do médico.


— Na verdade, não terminei o namoro. Falei na casa que estava solteiro, mas eu estava namorando. Nós tínhamos combinado isso. Preferi que ela falasse aqui fora que estava sozinha, e que eu falasse que estava também, simplesmente para preservá-la de qualquer comentário que pudesse acontecer na casa. A gente sabe que qualquer coisinha pode virar um comentário maldoso. Nós estamos muito bem, e ela está muito orgulhosa, apesar de eu ter saído. Estou muito bem resolvido e muito feliz com o meu relacionamento — entrega.

Ainda surpreso com a eliminação, ele disse que estava confiante de que ficaria no programa por mais tempo. — Estava confiante (de que ficaria), principalmente pela rejeição que as meninas tinham dentro da casa. A única pessoa que estava votando para que eu saísse era Hana. Todo o resto da casa queria que saísse uma delas, Hariany ou Paula. E eu achava que aqui fora o público estivesse pensando da mesma maneira. Quando saí, vi que fui infeliz em alguns comentários, em uma conversa com os meninos, e acho que foi isso que culminou em uma porcentagem alta (78,94%) — analisa ele, que fala sobre arrependimentos no jogo: — Me arrependo de não ganhar a prova do líder e, agora que saí, de ter feito duas brincadeirinhas totalmente sem maldade, mas que foram mal interpretadas. Se eu pudesse voltar no tempo, não falaria novamente.

Considerado um vilão pelo público, ele rejeita o título: — Não me considero o vilão da edição. O programa acabou de começar, ainda tem muita coisa para acontecer. Participei de tudo, não fiz inimizades, não discuti, não desrespeitei ninguém. Saio de cabeça erguida.

Mas, como agora que não tem mais jogo na vida dele, o jeito é tocar a vida aqui fora mesmo: — Vou aproveitar as oportunidades que surgirem da melhor maneira, mas nunca deixando de lado meu foco principal, que é o meu trabalho. Sou médico oftalmologista, cirurgião de catarata. As portas que se abrirem em relação ao meu trabalho serão bem-vindas. O que tiver de extra, se não atrapalhar a minha rotina, vou pensar. Mas não almejo carreira em televisão ou algo do tipo.