Nem Te Conto

Globo se pronuncia sobre denúncias de agressão de brother

Vanderson foi acusado pela ex-namorada. Mãe do professor o defende

Redação iBahia (variedades@portalibahia.com.br)
- Atualizada em

O 'BBB 19' nem bem começou e tem dado o que falar nas redes sociais. Logo após a divulgação da lista dos participantes, um deles, Vanderson, foi acusado de agressão pela ex-namorada, Maíra Menezes. Após a repercussão do caso, a Globo, através de sua assessoria de imprensa, se pronunciou.

"A Globo é veementemente contra qualquer tipo de violência, mas cabe às autoridades competentes a apuração de denúncias como a que está sendo feita. Se assim for, a Globo tomará medidas, como já fez em outras edições do programa", informou através de nota enviada à revista 'Quem'.

Em entrevista à publicação, a estudante lembrou o início do namoro  com o acreano. "Agora tenho 27 anos, mas na época tinha 18, 19 anos. Aquele período é muito nebuloso, foi muito difícil, tive que fazer análise, foi um trauma muito grande. Ele era muito mais velho. Conheci através de um amigo e conversávamos. Nos reencontramos anos depois, sempre quis ficar com ele e começamos a namorar. ra um típico relacionamento abusivo, mas na época não sabia nem o que era feminismo. Saía para assistir a um filme sozinha e ele falava: ‘não faça isso que é perigoso’. Achava que ele estava querendo me proteger. Tem outras situações de violência psicológica que ainda me machucam muito e prefiro não falar. Você sempre acha que está errada e inventando coisas da sua cabeça. Achei que estivesse louca! Foram anos repassando tudo aquilo na minha cabeça. E não acreditaram em mim. Porque ele é muito simpático, carismático”, recordou.


Ela disse que namorou Vanderson durante um ano e o rapaz praticamente morava em sua casa. A primeira agressão física, segundo ela, teria acontecido durante o Carnaval: "ele tinha saído com os amigos, tinha bebido e nosso relacionamento já não estava bem. Discutimos e foi evoluindo para uma briga. Fomos para o quarto e ele me empurrou, me segurou pelos cabelos e começou a apontar o dedo na minha cara. Mas ele não sabia que a minha empregada estava dormindo lá comigo. Comecei a gritar e ela passou a bater na porta com força, perguntando o que estava acontecendo. Ele me soltou, abriu a porta e disse: ‘a Maíra é louca!".

A estudante afirma que, após a discussão, o colocou imediatamente para fora de casa e que teve dificuldade para ter outros relacionamentos. “Catei o que tinha dele, empurrei ele para fora da minha casa e tranquei. Ele puxou tão forte meu cabelo que fiquei uma semana sem conseguir passar uma escova no meu cabelo. Depois disso, tive que fazer análise duas vezes por semana. Fiz análise e um tempo depois comecei a me relacionar com uma pessoa que faleceu ano passado. Fiquei com tanto trauma que ele me segurava e falava: ‘calma, não vou te machucar", disse ela, explicando o motivo de não ter denunciado Vanderson na ocasião: “Tinha medo, ele ainda exercia um poder grande sobre mim”.

Questionada sobre a presença do ex no 'BBB 19', ela disse ter se surpreendido negativamente. "Eu choro de medo, de lembrar do que aconteceu. Passei por tudo isso sozinha, ninguém acreditava em mim. E agora vejo um monte de gente que nunca me viu que acredita em mim".

Mãe de Vanderson nega

Em lágrimas, a mãe do participante, Nilza, desabafou sobre o caráter do filho: "Essa pessoa sendo divulgada não é meu filho, eu não conheço essa pessoa. Estou sofrendo muito com tudo isso que estão fazendo com meu filho. Por favor, parem com isso. Ele não é essa pessoa horrível que vocês estão dizendo. Me orgulho muito dele. Vocês vão ver que ele é outra pessoa na casa. Ele é muito carinhoso, respeita todo mundo".

A irmã do professor, Vanderléia, também o defendeu: "Essa imagem negativa não existe. Isso é uma armadilha contra ele. A gente sabe quem ele é, todas as pessoas que conhecem meu irmão sabem que ele é do bem".