Nem Te Conto

Medina afirma que foi 'roubado' em Tóquio: 'Venci a bateria'

Surfista ainda comentou sobre provocações feitas pelo surfista japonês Kanoa Igarashi

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)

No desembarque no Brasil, o surfista Gabriel Medina afirmou que não considerou justa a sua derrota nas Olimpíadas de Tóquio. Após perder para o japonês Kanoa Igarashi nas semifinais, Medina disse ter assistido a disputa e se mostrou indignado com a decisão da arbitragem. As informações são do Globo Esporte.

"Assisti à bateria. Até por isso segurei minhas palavras, não falaria sem ter assistido. Comparando minhas melhores ondas e as duas melhores dele, eu venci a bateria. Mas, é difícil falar", lamentou. O surfista se mostrou incomodado principalmente com a comparação da duas melhores ondas com a nota 9.33 dada ao japonês no fim da bateria.

Apesar da tristeza, o atleta quer superar logo a derrota por causa do torneio mundial de surf, que acontece ainda neste ano. "Recebi um apoio gigante do Brasil, e isso só me fortalece. Esses dias tristes vão passar e vou trazer ainda mais orgulho para nós", afirmou.

Provocações de Kanoa Igarashi

Medina também se mostrou bastante incomodado com as provocações do surfista japonês Kanoa Igarashi, que fez questão de responder em português quem considerou a derrota do brasileiro injusta. "Fazer palhaçada depois que ganha é fácil", afirmou o paulista.

"Todo mundo se respeita no circuito. Ganhei inúmeras vezes dele e nunca brinquei. Prefiro trabalhar em silencio, fazer o meu e focar", desabafou.

Agora Gabriel Medina mira nas Olimpíadas de 2024, que serão disputadas em Paris. O surf porém ganha outro endereço: o Taiti, um dos lugares que o brasileiro mais gosta de surfar. "Ainda há bastante tempo, três anos, mas o meu sonho começa desde agora", finalizou o surfista.