Nem Te Conto

‘Tinha um look muito travesti’, diz Grazi Massafera

Em entrevista, atriz relembra sua transformação ao longo dos anos

Agência O Globo
- Atualizada em
Foto: Divulgação
Grazi Massafera é um furacão. Durante sua passagem pela São Paulo Fashion Week, como convidada da grife carioca Animale, a atriz causou alvoroço. Era um selfie daqui, uma palavrinha dali. Fomos ter um tête-à-tête entre roupas e acessórios desenhados pelo estilista Vitorino Campos. De cara, ela solta que sempre foi apaixonada por moda. Filha de costureira, costumava copiar as peças da vitrine para a mãe reproduzir.

— E por um valor bem menor — diverte-se.

Alta, magra e bonita, foi tentar a sorte no mundo das misses e dos desfiles.

— Tentei trabalhar como modelo no passado, mas ninguém me queria. Eu tinha um look muito travesti. Meus cabelos e sobrancelhas eram descoloridos. Uma coisa. Nos concursos de miss, usava roupas de 20 quilos emprestadas de meus amigos gays. Com o tempo fui ficando mais natural — conta Grazi, que até hoje acompanha o Miss Brasil: — Vem aquela lembrança gostosa. As duas últimas misses (Raissa Santana, 2016, e Monalysa Alcântara, a atual) representam muito bem a mistura do nosso país.

Grazi realizou o sonho de estar numa grande passarela em fevereiro passado, quando desfilou para a Dolce & Gabbana, na semana de moda de Milão.

— Depois de tudo o que passei lá no começo da carreira, me senti grata de estar ali, e aos 35 anos. Foi muito especial. E pude ser eu. Como modelo clássica, eu teria até vergonha. Só faço outro show se for algo realmente bacana — comenta.