Salvador

Clínicas conveniadas ao SUS suspendem atendimento por tempo indeterminado

Segundo o sindicato, os serviços prestados em janeiro e fevereiro ainda não foram pagos

Da Redação
- Atualizada em

Clínicas privadas de Salvador conveniadas ao Sistema Único de Saúde (SUS) estão com o atendimento suspenso, por tempo indeterminado, a partir desta quarta-feira (21).


A decisão foi tomada ontem em assembleia realizada na sede do Sindicato dos Hospitais e Estabelecimentos de Serviço de Saúde do Estado da Bahia (Sindhosba).


De acordo com o sindicato, os serviços prestados ao SUS em janeiro e fevereiro ainda não foram pagos pela Secretaria Municipal de Saúde. Atualmente, 193 clínicas e unidades de saúde do sistema complementar da rede privada de Salvador prestam serviços ao SUS, em uma demanda superior a 20 mil atendimentos/dia.


Com a paralisação, os tratamentos em curso - tais como acompanhamento de fraturas e lesões ortopédicas - fisioterapia, consultas e cirurgias oftalmológicas, atendimento ao acidente de trabalho, realização de exames de imagem (mamografia, ultrassonografia e radiografias) e demais tipos de atendimento deixarão de ser realizados.


Ainda segundo o sindicato, o secretário municipal de saúde, Gilberto José, informou que o atraso deve-se a uma mudança no sistema de pagamentos e empenhos do Tribunal de Contas do Município.


O Sindhosba e a Associação de Hospitais e Serviços de Saúde do Estado da Bahia (Ahseb) solicitaram uma liminar para que a situação dos meses de janeiro e fevereiro seja regularizada.


Leia o comunicado divulgado pelo Sindhosba:

Conforme AGE de 20 de março de 2012, ficou decidido que, devido ao não recebimento dos serviços prestados ao Sistema Único de Saúde – SUS nos meses de janeiro e fevereiro, os Serviços de Saúde privados credenciados ao SUS suspenderão o atendimento por tempo indeterminado.


Informamos também, que esta suspensão é por prazo indeterminado, considerando que a Secretaria de Saúde do Município de Salvador  não possui previsão de quando o problema que causou o não pagamento das instituições de saúde prestadores ao SUS será solucionado.