Salvador

Clínicas e hospitais particulares paralisam atendimento ao SUS a partir desta segunda (24)

Paralisação vai durar até o fim do mês.

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)
- Atualizada em

Os usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) em Salvador devem ter dificuldades para conseguir atendimento a partir desta segunda-feira (24). Cerca de 200 clínicas e hospitais particulares irão suspender os atendimentos de urgência médica geral e ortopédica pois atingiram o teto estipulado pelo SUS para atendimento. A paralisação será mantida até o dia 31 de outubro.


“Estamos parando por uma determinação do SUS, que não tem recursos para nos pagar. Como estamos recebendo apenas 75% do teto, só temos condições de fazer 75% dos atendimentos, o que nos obriga a parar por sete dias”, afirma Marcelo Britto, presidente da Associação de Hospitais e Serviços de Saúde do Estado da Bahia. O funcionamento normal deverá ser retomado no início de novembro, quando chegarem os novos recursos repassados mensalmente pelo Ministério da Saúde.


Segundo a Associação, em Salvador, os prestadores particulares de serviços em saúde realizam 40 mil atendimentos diários pelo SUS. Desde maio, os prestadores alegam ter tido um corte de 25% no teto pago nas faturas do SUS. O secretário municipal de Saúde, Gilberto José, já garantiu que a suspensão não afetará a realização de consultas, exames e outros procedimentos.