Salvador

Enterrado corpo de ex-deputado federal Afrísio Vieira Lima

Enterro aconteceu no final da tarde desta segunda-feira (11); vice-presidente Michel Temmer esteve no velório

Diogo Costa (diogo.santos@redebahia.com.br)
O corpo do ex-deputado federal Afrísio de Souza Vieira Lima, 86, pai do deputado federal Lúcio Vieira Lima (PMDB) e de Geddel Vieira Lima, presidente do PMDB na Bahia, foi enterrado no final da tarde desta segunda-feira (11), no cemitério do Campo Santo, na Federação. O ex político morreu no último domingo (10) após ficar internado por 90 dias. A causa da morte não foi divulgada.Durante o velório, amigos, familiares e políticos prestaram as últimas homenagens ao ex-deputado. O vice-presidente da república Michel Temmer também esteve presente na cerimônia e lamentou a morte do político.
Geddel e o pai, Afrísio Vieira Lima
(Foto: Robson Mendes/CORREIO)
“Doutor Afrísio era um dos meus conselheiros há muito tempo na Câmara dos Deputados. Travei relações com Geddel (Vieira Lima) e doutor Afrísio era o nosso grande norte-sul. Era o nosso grande conselheiro. Perde a política, perde a Bahia, perde o Brasil”, lamentou.Após a celebração de uma missa de corpo presente, o corpo foi enterrado por volta das 16h30. Emocionados, Geddel e Lúcio permaneceram a todo momento ao lado do caixão e saíram sem falar com a imprensa. Presentes na despedida, o prefeito ACM Neto e o presidente da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), deputado Marcelo Nilo também lamentaram a morte do político. “Foi um político que marcou a Bahia pela defesa do nosso estado. Um homem muito inteligente e que tinha uma relação muito próxima com seus familiares e amigos. Fica a sua história perpetuada na figura de Geddel e Lúcio, que são dois importantes homens públicos da nossa terra”, disse Neto.Já o deputado Marcelo Nilo lembrou a trajetória política de Afrísio. “A Bahia está de luto. Perdemos um grande parlamentar, grande amigo. Foi uma pessoa que prestou grande serviço à Bahia. Foi um grande companheiro, parceiro que eu gostava muito (...) Ele foi um grande político, grande deputado. Exerceu cargos de secretário, de presidente, foi uma pessoa respeitada e que deixa uma história”, disse.Também acompanharam o cortejo o presidente da Câmara de Vereadores de Salvador, Paulo Câmara, o secretário Municipal de Mobilidade Urbana, Fábio Mota, de Promoção Social, Bruno Reis, e da Fazenda, Paulo Souto. Trajetória Política
Afrísio foi eleito vereador em 1963 na cidade de Itaquara, no interior da Bahia. Em 1971, tornou-se deputado estadual. Em seguida, foi deputado federal entre 1975 a 1991. Ele também atuou como chefe de cartório do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), diretor do Fórum Ruy Barbosa, procurador do município de Salvador, superintendente do Centro Industrial de Aratu-CIA, secretário estadual de Segurança Pública da Bahia, diretor presidente da Codeba e presidente da Juceb.
Correio24horas