Salvador

Lançamento da novela Segundo Sol é marcado por festa no TCA

'Sou do tipo de baiano besta, que só de falar da Bahia eu fico feliz', disse Saulo sobre a novela

Naiana Ribeiro, do Correio 24h
- Atualizada em

A produtora de eventos Marinalva Maria do Prado, 43 anos, tinha dez anos quando o axé baiano começou a ganhar forma com Luiz Caldas, em 1985. Ela viu o auge do gênero no início da década de 90, quando frequentava os ensaios da Timbalada e, até hoje, não perde a chance de pintar o corpo e cair na gandaia pelas ruas de Salvador. Também fez questão de ver o ritmo voltar à cena, nesta segunda-feira (14), no Teatro Castro Alves.

Foto: Arisson Marinho/Correio 24h

Foi lá que aconteceu o lançamento de Segundo Sol, nova novela das 21h da Rede Globo/TV Bahia. O evento contou parte da história do Carnaval da Bahia, através das músicas que se transformaram em hinos. “Fiquei muito feliz quando soube que a novela ia ser aqui. Quero ver o Pelourinho, a Barra, o Largo de Santo Antônio e a Ribeiro em  horário nobre”, disse Marinalva, que garantiu um lugar na terceira fileira para ver os ídolos. 

Ela foi uma das cerca de 1.500 pessoas que trocou o ingresso por 1 kg de alimento - tudo será doado para as Obras Sociais Irmã Dulce. A festa Sol no TCA, promovida pela TV Bahia e dirigida por Andrezão Simões e Sérgio Siqueira, teve shows de Filhos de Gandhy, Irmãos Macêdo, Luiz Caldas, Ilê Aiyê, Luiz Caldas, Olodum, Margareth Menezes e Saulo. Tudo para celebrar os tempos áureos da axé music, mas também trouxe esperança de um futuro melhor para os artistas baianos. “Ter esse assunto em exposição vai ajudar para que a axé music volte com tudo”, defendeu Luiz Caldas.

Foto: Arisson Marinho/Correio 24h

Saulo contou que se aproximou do ator Emílio Dantas, protagonista da trama, e que está na torcida: “A gente se aproximou para ele entender um pouco mais do nosso universo. Sou do tipo de baiano besta, que só de falar da Bahia eu fico feliz”. 

Esse mesmo orgulho tocou Margareth. “O que estão retratando não deixa de ser uma realidade. Mas tenho certeza que abrirá caminhos e aparecerão muitas histórias”, disse. 

Foto: Arisson Marinho/Correio 24h

Além dos shows, quem foi ao evento assistiu ao primeiro capítulo da novela, que conta a história de um cantor de axé music decadente e é ambientada em Salvador.