Salvador

Parque da Cidade deve ficar pronto até maio de 2015

Além da reforma do espaço, também haverá uma base da Guarda Municipal que vai funcionar em regime de 24 horas

Da Redação (redacao@portalibahia.com.br)
O prefeito ACM Neto assinou, na segunda-feira (25), a ordem de serviço para início imediato da requalificação do Parque da Cidade, no Itaigara. As intervenções na área do parque devem ser concluídas em maio de 2015  pela empresa vencedora da licitação, a AIF.
Estrutura danificada em anfiteatro; shows estão suspensos no local
(Foto: Correio)
Até lá, atividades como Domingo no Parque e shows no anfiteatro ficam suspensas. “Todo o processo foi dialogado. Os empresários que realizam eventos aqui se sensibilizaram e entenderam que essa intervenção é necessária. Queremos tornar o Parque da Cidade, um espaço contemporâneo e atrativo”, disse o prefeito ACM Neto, na sede do Parque Social, onde ocorreu o evento.
Praticante de cooper no Parque da Cidade, a dona de casa Edilene dos Santos, que mora na Santa Cruz, comemorou o início das obras. “Tem dias que é difícil andar por aqui. Precisa melhorar também a questão da segurança”, contou.
ACM Neto apresenta projeto do parque: investimento de R$ 11 milhões
(Foto: Correio)


A prefeitura anunciou que será montada uma base da Guarda Municipal, que vai funcionar em regime de 24 horas. Além disso, haverá uma nova iluminação, toda em LED. O projeto prevê ainda uma praça de skate, espaço para meditação, ciclovia e brinquedos acessíveis para crianças com deficiência, além de ampliação dos sanitários e requalificação do anfiteatro.
Serão investidos R$ 11 milhões no local —  dos quais R$ 5 mi são contrapartida da Petrobras e R$ 6 mi do município.  Segundo o secretário da Cidade Sustentável, André Fraga, o projeto foi feito a partir do diálogo também com moradores da Santa Cruz e do Itaigara.
“Quando iniciamos o estudo de requalificação, tudo estava em situação muito precária, a população estava afastada daqui por conta de todas as dificuldades de estrutura e segurança”, explicou. Entre as mudanças está a implantação de um gradil que vai circundar em boa parte os 70 hectares do parque.
Haverá um portão de acesso, onde hoje existe um muro, integrando o espaço à comunidade vizinha de Santa Cruz. A presidente do Parque Social, Maria do Rosário Magalhães, também reforçou a importância do investimento no espaço.