Saúde

Dieta rica em antioxidantes ajuda fumantes a combater o vício

Café e álcool, segundo especialistas, devem ser evitados

Agência O Globo
O percentual de fumantes no Brasil caiu pelo décimo segundo ano consecutivo. É a primeira vez, desde 2016, que o país registra menos de 10% da população nessa categoria — são 9,3% dos brasileiros que admitem fumar regularmente.
Foto: Divulgação
Para os que pretendem abandonar o vício , a alimentação pode ser uma das principais aliadas. Nesse sentido, vários produtos estão na lista dos maiores companheiros da d ieta antitabagismo , como leite, iogurte, frutas frescas, legumes e hortaliças (cruas ou cozidas), além de sucos naturais e água.
Todos esses alimentos têm a capacidade de modificar o paladar e interferir no sabor do cigarro. Estudos feitos com diversos fumantes apontam que a vontade de tragar um cigarro diminuiu ao consumir regularmente estes alimentos.
Segundo a nutricionista Samara Lopes, que atende em Ipanema, um dos principais itens da dieta devem ser os antioxidantes , com destaque para o zinco (presente na maioria dos grãos integrais, no tradicional chá verde e em cereais e legumes), que ajuda na eliminação de metais tóxicos, muito comum nos cigarros, e para as substâncias spirulina e chlorella, geralmente vendidas em cápsulas.
Por outro lado, itens como café, refrigerantes à base de cola, bebidas alcoólicas, carne vermelha, embutidos, frituras e doces são os que mais estimulam a vontade de buscar o cigarro e devem ser evitados. — O problema maior está nas propriedades químicas do cigarro, que dificultam quem pretende abandonar o vício.
E, no caso específico do café e da bebida alcoólica, mesmo que não haja estudos sobre o tema, questões relativas à sociabilidade determinam, normalmente, o quanto o consumo desses dois produtos influenciam na vontade de fumar —afirma Samara.