Saúde

Saiba como fazer mamografias de graça neste mês de outubro

A campanha da Secretaria de Saúde do Estado (Sesab) pretende realizar 20 mil mamografias este mês

Júlia Vigné (julia.nunes@redebahia.com.br)
- Atualizada em

Por conta do Outubro Rosa, a prefeitura de Salvador oferece ônibus itinerantes com realização de mamografias gratuitamente. Atualmente, cerca de 11 mil exames do tipo são disponibilizados em 120 Unidades Básicas de Saúde, nos 14 distritos sanitários da capital. No entanto, apenas 5.500 são preenchidos.

“O objetivo é fazer com que o máximo de mulheres compareçam para realizar o exame preventivo. E é importante que seja feito em todos os meses, não só em outubro”, diz a Secretaria Municipal de Saúde (SMS). As mulheres devem comparecer às unidades com documento de identificação com foto e cartão do Sistema Único de Saúde (SUS).

Já a campanha da Secretaria de Saúde do Estado (Sesab) pretende realizar 20 mil mamografias este mês. Além dos exames, também estão previstos consultas, palestras, curso de radiologia, aula de ginástica e motopasseio rosa. As campanhas atendem a mulheres de 50 a 69 anos gratuitamente. O encaminhamento será feito caso haja alguma alteração nas mamas.

A SMS não divulgou a lista de hospitais que realizam mamografia em Salvador. A justificativa é que as pacientes devem passar primeiro pelos postos de saúde, para só então serem encaminhadas para uma das 11 unidades que atendem ao tratamento de câncer de mama na capital.

Também este mês, quem quiser acompanhar de perto a história de mulheres que enfrentaram o câncer de mama poderá ir à exposição fotográfica “Ame-se”, de André Assis, aberta ao público, no piso L2 do Shopping Bela Vista. A exposição abre na próxima terça e segue até o dia 31 de outubro. São imagens de 16 baianas que enfrentaram a doença e são exemplos de superação. Dentre elas, estão as que passaram pela doença e as que estão em tratamento.

Além das fotos, as mulheres contam suas experiências com o câncer através de documentários que serão exibidos nas redes sociais. “A intenção é mostrar o crescimento dos casos de câncer no mundo e reforçar a importância do autoexame e da mamografia, além de mostrar os avanços obtidos para o tratamento”, conta o coordenador e curador da mostra, André Cunha.