Saúde

Veja cinco dicas simples para evitar estrias na gravidez

Segundo a Academia Americana de Dermatologia, as estrias aparecem em cerca de 90% das mulheres após o sexto ou sétimo mês de gravidez

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)

Quer manter a pele 'lisinha' durante a gravidez? De acordo com a ginecologista e obstetra Karina Tafner, é possível evitar as estrias - que surgem, normalmente, pela ruptura das fibras de colágeno -  com cuidados simples.

Segundo a Academia Americana de Dermatologia, as estrias aparecem em cerca de 90% das mulheres após o sexto ou sétimo mês de gravidez. Para te ajudar a não sofrer com esse problema, a ginecologista listou cinco dicas. Confira:

Foto: reprodução / Pixabay
1 – Controle de peso
No período da gravidez, há um aumento de peso, fazendo com que haja maior distensão do abdômen e, consequentemente, o rompimento das fibras da pele. Por isso, o cuidado com o peso é fundamental. Além disso, o aumento de peso exagerado pode trazer problemas para a saúde da mãe e para o desenvolvimento do bebê.

2 – Boa alimentação

Os alimentos ricos em vitamina C, como as frutas cítricas, são ricos em substâncias antioxidantes, como betacaroteno ou flavonoides, que agem como estimulantes do colágeno da pele, contribuindo também para o combate às estrias. Já alimentos ricos em vitamina E, como cereais integrais, óleos vegetais e sementes, servem para proteger as células do organismo, sendo a vitamina E um antioxidante com propriedades de antienvelhecimento para a pele.

É preciso evitar o consumo de alimentos com muito açúcar, altamente calóricos e gordurosos. Em caso de desejos, a especialista indicou "matar a vontade" com porções pequenas e esporadicamente.

3 – Roupa apropriada
Com o aumento do tamanho das mamas e da barriga, o ideal é usar roupas mais confortáveis, peças muito apertadas prejudicam a circulação sanguínea. O mesmo vale para os sutiãs que, além de maiores, devem ter uma sustentação, para que os seios não fiquem caídos quando voltarem ao tamanho normal.

4 – Hidratantes
O uso de cremes e óleos específicos para grávidas é essencial para manter a pele macia, evitar manchas (comum em algumas gestantes) e as desagradáveis estrias. Para estas, o óleo de amêndoas, de rosa mosqueta e de semente de uva ainda são os mais indicados.

Outra boa opção é o óleo Bio-Oil, rico em vitamina E, que deve ser aplicado a partir do quarto mês de gravidez em áreas que sejam propensas a estrias, como os glúteos, coxas, abdômen e seios. Seja qual você for utilizar, deve ser passado todos os dias nas regiões citadas, especialmente na barriga, com uma leve massagem que ajudará a melhorar a elasticidade da pele e ativar a circulação sanguínea.
 
5 – Pós-parto
As estrias costumam aparecer como linhas avermelhadas e, com o passar do tempo, se tornam brancas. Quando atingem a cor branca, dificilmente são eliminadas. Mas há maneiras de disfarça-las por meio de tratamentos específicos. Dependendo da cor e intensidade das estrias, o especialista decidirá qual o melhor procedimento. As opções atuais atuam da seguinte forma: estimulando as células produtoras de pigmento e restaurando a elasticidade da pele, promovendo a produção de colágeno.
 



“Importante lembrar que estas dicas devem ser discutidas com seu obstetra, pois cada gravidez tem suas particularidades e necessidades”, completou a médica Karina Tafner.