Saúde

Veja como evitar infecções vaginais no calor

Com a chegada do calor, aumentam os casos de uma das doenças que mais afetam a saúde feminina: a candidíase

Redação iBahia

Com a chegada do calor, aumentam os casos de uma das doenças que mais afetam a saúde feminina: a candidíase. Trata-se de uma infecção localizada nas regiões da vulva e da vagina, causada por um fungo, em geral a Cândida Albicans.

Para evitá-la, além de ficar espertos ao consumir alguns alimentos, os cuidados com a higiene pessoal devem ser redobrados nesta época do ano, onde há o aumento da temperatura.

A ginecologista carioca Dra. Camila Ramos, explica que o calor causa a alteração da acidez na vagina e a redução dos bacilos de defesa da flora de proteção, facilitando a proliferação da doença. “Inchaço, coceira, inflamação vulvar e vaginal, além de secreção esbranquiçada e densa, são os principais sintomas da candidíase. A doença tem a alteração da flora vaginal, sua principal causa”, ressalta a médica.



Veja abaixo dicas sobre como as infecções vaginais por fungos:

●   Mantenha sua área vaginal limpa. Use água e sabão neutro sem cheiro. Enxágue bem.
● Depois de usar o banheiro, limpe da frente para trás para evitar espalhar leveduras ou bactérias de seu ânus para a vagina ou trato urinário.
● Use roupas íntimas que ajudem a manter a área genital seca e não retenha o calor e a umidade. Uma boa opção é a roupa íntima de algodão.
●  Evite roupas justas, como meia-calça e jeans justos. Isso pode aumentar o calor corporal e a umidade na área genital.
● Troque o maiô molhado imediatamente. Vestir um maiô molhado por muitas horas pode manter sua área genital quente e úmida.
● Troque os absorventes ou tampões com frequência.
● Não use desodorantes ou sprays, perfumes. Esses itens podem alterar o equilíbrio normal dos organismos em sua vagina.