Sustentabilidade

Sustentabilidade ambiental não acaba com empregos, aponta OIT

A Organização Internacional do Trabalho (OIT), afirmou que uma economia ambientalmente sustentável não vai acabar com os empregos existentes. Segundo o coordenador do programa de empregos verdes da organização, Peter Poschen, novas empresas e oportunidades de trabalho podem surgir com a mudança do sistema econômico atual para uma economia verde.


04/03/2013 às 10h00

2 min de leitura

green-jobs.jpg
Na União Europeia, o número de empregos verdes criados chega a 15 milhões e nos Estados Unidos quase três milhões
Foto: Be the Change, Inc

A Organização Internacional do Trabalho (OIT), afirmou que uma economia ambientalmente sustentável não vai acabar com os empregos existentes. Segundo o coordenador do programa de empregos verdes da organização, Peter Poschen, novas empresas e oportunidades de trabalho podem surgir com a mudança do sistema econômico atual para uma economia verde.

O Brasil é um exemplo disso, segundo Poschen. O país já criou quase três milhões de vagas em setores verdes, aproximadamente 7% da força de trabalho formal. Na União Europeia, o número de empregos criados chega a 15 milhões e nos Estados Unidos quase três milhões.

Poschen também afirmou que a mudança pode ser bem absorvida, principalmente pelos países em desenvolvimento, com políticas corretas e a implementação apropriada.

Para o coordenador da OIT, os benefícios serão duplos, tanto social como ambiental. A economia verde, comentou ele, tem o potencial de criar entre 15 e 60 milhões de novos postos de trabalho extras pelos próximos 20 anos. Além disso, Poschen declarou que o sistema pode tirar milhões de trabalhadores da pobreza. Mas ele alerta que o processo não será tão fácil.

Alguns tipos de emprego vão desaparecer, particularmente, em setores que lidam com as emissões de carbono. Eles representam, em média, 10 a 20% dos trabalhos na maioria dos países, concluiu o coordenador.

EcoDesenvolvimento.org – Tudo Sobre Sustentabilidade em um só Lugar.