Bahia

Falso advogado que cobrava taxas para liberar indenizações é preso em Jequiriçá

Ele dizia aos familiares que o parente morto tinha direito a receber a quantia de R$ 240 mil, retida no banco

Redação CORREIO (redacao@correio24horas.com.br)
- Atualizada em

Antonio Roberto da Silva, conhecido como “Beliscada”, 42 anos, foi preso em Jequiriçá, no centro sul da Bahia, suspeito de se passar por advogado para aplicar golpes contra famílias que tiveram parentes mortos recentemente. Ele foi autuado em flagrante por estelionato pelo delegado Alex Wendel, titular da Delegacia Territorial (DT).


O delegado informou nesta quinta-feira (1º) que Antonio informava aos familiares que o parente morto tinha direito a receber a quantia de R$ 240 mil, retida no banco. No entanto, para receber o dinheiro, a família teria que pagar antecipadamente a quantia de R$ 547,36, com a qual o falso advogado solicitaria a liberação do dinheiro. A taxa seria devolvida.


Segundo a Polícia Civil, uma família de Jequiriçá vítima do golpe acionou a Polícia Militar, que localizou Antonio e o conduziu à delegacia. Em depoimento, ele contou que conseguia as informações sobre recém falecidos com moradores da própria cidade. Em seguida, se dirigia à casa das possíveis vítimas e propunha o negócio, explicando que o dinheiro era referente a uma atualização do Plano Collor.


A família enganada reconheceu o falso advogado. O dinheiro encontrado com ele foi apreendido e devolvido. Segundo o delegado Alex Wendell, Antônio Roberto tem diversas passagens pela polícia no estado da Bahia, tendo aplicado o mesmo golpe nas cidades de Ubaíra e Itagibá, além de Mangas, em Minas Gerais.


Antonio permanece custodiado na DT de Jequiriçá, à disposição da Justiça local.