Brasil

Neymar deve depor no final da semana com segurança reforçada

Esquema de segurança está sendo montado pelas autoridades e pelo estafe do craque para evitar tumulto

Agência O Globo

Neymar deve ser ouvido no fim desta semana na 6ª Delegacia de Direitos da Mulher (DDM), na Zona Sul de São Paulo, sobre a acusação de estupro feito por Najila Trindade Mendes. Isso irá acontecer uma semana após a jovem ser ouvida no mesmo local e quase um mês depois que o ocorrido aconteceu em Paris, na França.

Conforme o site "UOL", um esquema de segurança está sendo montado pelas autoridades e pelo estafe do craque para evitar tumulto, como aconteceu quando ele esteve Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática (DRCI), responsável pela investigação do caso, na última quinta-feira, que investiga o caso da divulgação da imagens íntimas da jovem na internet.

Segundo o portal, o Grupo de Operações Especiais da polícia estará na delegacia para garantir a segurança de Neymar e restringir o acesso de curiosos no lugar, assim como aconteceu com Najila. Para isso, seguranças do camisa 10 do Paris Saint-Germain estiveram na delegacia na segunda-feira para analisar a estrutura do local.



A advogada de Neymar, Maíra Fernandes, também esteve na delegacia e evitou falar com a imprensa.

Najila perde advogado
O advogado de Najila Trindade, Danilo Garcia de Andrade, anunciou na noite de segunda-feira que deixou o caso. Ele havia dito que não representaria mais a modelo, que acusa Neymar de estupro, se ela não entregasse seu celular à Polícia Civil ainda na segunda-feira.

- Estou anunciando oficialmente (...), não sou mais advogado de Najila - disse Danilo em entrevista ao SBT.

Este é o terceiro advogado a deixar o caso de Najila. Antes de Danilo, a modelo havia sido representada por José Edgard da Cunha Bueno Filho e Yasmin Abdala.

- Não dá para defender alguém que não entrega as provas - havia dito Danilo durante a tarde ao UOL.