Brasil

Universitário é suspeito de atirar balas de chumbinho em crianças em SP

Três crianças ficaram feridas. Estudante foi preso por lesão corporal e porte ilegal de armas, diz SSP

Redação Correio (redacao@correio24horas.com.br)

Um estudante de direito foi preso na tarde desta quinta-feira (23) suspeito de atirar balas de chumbinho em crianças que brincavam em um chafariz em um parque de Santo André, na Grande São Paulo. Três delas foram atingidas.


De acordo com o pai de uma das crianças, a filha brincava com outras crianças no chafariz do parque quando disse que tinha sido picada por uma abelha. Ele afirmou que viu uma manchinha de sangue. Ao olhar para cima afirmou ter visto um vulto se esconder. Segundo ele, outras crianças começaram a sair da água machucadas e disse que alguém atirava do alto de um prédio.


O estudante de direito Lucas Bomtempo Correa Leite, de 19 anos, estava no décimo quarto andar quando fez os disparos. Segundo a polícia, o universitário disse que testava a espingarda disparando contra uma construção e que não se lembra de ter atingido as crianças.


No apartamento do suspeito, a polícia encontrou além da espingarda de chumbinho, várias armas de brinquedo, entre elas, doze pistolas, seis espadas e um fuzil. Um revólver calibre 32 também foi encontrado no local. De acordo com a assessoria de imprensa da Secretaria de Segurança Pública, Lucas foi preso e vai responder por lesão corporal e porte ilegal de armas. As informações são do G1.