Comportamento

Ande descalço sem problemas: veja como acabar com o chulé

Tirar o sapato às vezes pode ser uma dor de cabeça para quem sofre do problema

Redação Dino

Muitas pessoas sofrem quando retira o tênis ou o calçado e apesar de todo o esforço acaba tendo problemas sérios para acabar com o mal cheiro e o chulé crônico. Pode parecer que o chulé é algo raro e fácil de resolver, porém para muitas pessoas isso se torna um grande problema.

Uma das piores coisas que tem é ficar com medo de não poder tirar o tênis ou o sapato na hora que quiser e no local que quiser devido aquele cheiro insuportável que sobe e impregna em todo ambiente. Quase todas as pessoas já passaram por isso, lógico que cada um em um grau diferente. Apesar do chulé ser um problema bem chato ele tem jeito, fazendo a prevenção corretamente e evitando alguns costumes errado pode ser resolvido com louvor.
Evidente, que em alguns casos onde o mau cheiro já está bastante avançados será necessário aplicar um tratamento mais rigoroso para abolir com o problema e controlar as bactérias que se instalam nos pés.

Foto: Reprodução

O QUE É O CHULÉ:
O chulé é nada mais que suor e bactéria juntos. As bactérias se proliferam na umidade produzida pelo suor que fica acumulado nos pés e nos calçados depois de horas de uso continuo.

DICAS BÁSICAS PARA PREVENIR O CHULÉ:
• Sempre lavar muito bem os pés. Não poder esquecer de lavar a sola do pé e entre os dedos;
• Enxugar muito bem os pés para não trazer mais umidade e assim como já foi dito aumentando as bactérias que formam o chulé;
• Se possível priorizar calçados abertos para evitar o mau cheiro e a umidade;
• Usar meias de algodão. O ideal é sempre priorizar meias de algodão, pois elas ajudam a tirar um pouco dessa umidade que é tão indesejada quando se quer acabar com o chulé;
• Cotidianamente colocar tanto nos pés como dentro dos calçados os famosos antissépticos, pelo fato que eles evitam e tiram a umidades dos pés e também de dentro do tênis;
• Fazer periodicamente o revezamento entre os tênis. O ideal é intercalar usando cada dia um calçado diferente para dar tempo de arejar e secar o outro;
• Deixar o pé refrescar de vez em quando. Evitar ficar de meia e tênis quando estiver dentro de casa ou descansando.



COMO TRATAR O CHULÉ QUANDO ELE JÁ VIROU CRÔNICO:
• Primeiro é indicado lavar todos os tênis para retirar qualquer mau cheiro, umidade e bactérias que já estejam instaladas no calçado;
• Uma prática que pode ajudar muito é passar vinagre de maçã nos pés com a ajuda de um algodão. Faça o procedimento durante 15 dias;
• Usar óleo de lavanda nos pés. Com uma bacia de água morna será necessário pingar algumas gotas de óleo de lavanda na água, depois basta colocar os pés submersos por durante 20 minutos aproximadamente;
• Passar bicarbonato de sódio dentro dos calçados. Nesse caso, também é indicado fazer o mesmo procedimento descrito a cima apenas trocando o óleo de lavanda pelo bicarbonato de sódio;
• Se o chulé já estiver muito forte e incontrolável o melhor a se fazer é usar a água sanitária para resolver de vez o problema. Primeiro, lave todas as meias com a água sanitária, em seguida prepare uma solução com água morna junto com a água sanitária e deixe os pés submersos na solução por alguns minutos.

Dica final:
O ideal é nunca deixar que os pés cheguem a ficar com aquele chulé crônico, pois é muito mais difícil o tratamento nesses casos. A prevenção diariamente é a melhor opção para evitar passar por esses incômodos e por tratamentos mais complicados e complexos.