Comportamento

Saiba como notar que uma criança está sofrendo bullying

Sete dicas da psicóloga Sally Carvalho para notar que o seu filho está enfrentando problemas

Jacqueline Costa, de Agência O Globo

Mau humor, descontrole emocional, crises de choro e explosões de raiva podem servir como sinais de alerta quando o assunto é bullying. Para a psicóloga Sally Carvalho, é necessário considerar a intensidade e a frequência desses sinais, para que sejam analisados dentro de um contexto. Ganho ou perda repentina de peso, alterações no sono, hematomas, arranhões e pânico na hora de ir para a escola também podem ser indícios de que algo não vai bem com a criança. Sally dá sete dicas para não deixar passar nada em branco.

Mudanças repentinas de hábitos

Fique de olho nas alterações bruscas de costumes. Ligue o alerta se, de uma hora para a outra, a criança começar a ter dificuldade para acordar ou para pegar no sono. Também são comuns episódios de insônia. Comer em excesso ou de menos também é indicativo de que algo perturbador pode estar acontecendo.


Atenção à fase da puberdade

Por volta dos 12 anos, o corpo muda. Geralmente, o bullying costuma ser mais forte nesta fase. Agressividade nas palavras, explosões de raiva e crises de choro frequentes, sem motivos aparentes, podem apontar que as coisas não estão indo bem como seu filho.

‘Quero ficar só!’

Se a criança ficar trancada no quarto e evitar conversas sobre qualquer assunto, abra o olho. O isolamento é um sinal de que ela não quer interrogatórios, porque é comum a criança ter vergonha de admitir que está sendo perseguida. Pânico na hora de ir para a escola e a invenção de desculpas são outros indícios muito comuns e de fácil percepção.

Notas baixas, de repente

Alunos que tiram notas acima da média e, de repente, têm dificuldade para manter o desempenho, mesmo frequentando as aulas, podem estar sendo alvo. A apatia deles não pode ser confundida com preguiça.

Troca de amizades

Evitar a prática de atividades que antes geravam muito interesse é um sinal de alerta. Se aquela partida de futebol com os amigos ou os jogos eletrônicos perdem a graça, vale investigar. Novos amigos talvez possam indicar algum problema com os antigos.


Conversa franca

Se o seu filho sempre conversou com você e, de repente, passou a evitar conversas, fique atenta. Caso seu filho conte que está sendo intimidado, elogie a sua coragem de estar lhe contando e não minimize a importância de seus problemas.

Cortes, arranhões e roupas rasgadas

Não é fácil identificar se a criança está sendo vítima de bullying, mas há sinais que podem ser vistos a olho nu. Atenção a roupas rasgadas e/ou aos fortes indícios físicos, que incluem arranhões e hematomas inexplicáveis.