Mais Esportes

Exposição interativa sobre Ayrton Senna chega a Salvador

Amostra terá início neste sábado (10) no estacionamento i1 do Shopping da Bahia com, com entrada gratuita

Monique Lôbo (monique.lobo@redebahia.com.br)

Muitos fãs adorariam ter a chance de dar uma volta no autódromo de Interlagos ao lado de um dos maiores ícones do esporte brasileiro: o piloto Ayrton Senna (1960- 1994). Infelizmente, em 1994, um trágico acidente na curva Tamburello, durante a sua sétima volta no GP de San Marino, na Itália, tirou a vida do esportista e a mínima esperança dos seus milhares de admiradores de um dia andar ao lado do ídolo. Mas, graças à tecnologia, o impossível se concretizou. 

Óculos de realidade virtual permitem que qualquer pessoa pilote um carro de Fórmula 1 e acompanhe o eterno campeão em uma volta pelo autódromo, com direito a comentários de Senna sobre cada ponto do circuito. Essa é só uma das experiências multissensoriais presentes na exposição itinerante Senna Emotion, que inicia visitação nesta sexta-feira (9), e tem cerimônia oficial de abertura amanhã. A mostra segue com temporada gratuita até 8 de novembro. 




Primeira etapa da exposição tem replicas de todas as escuderias pilotadas por Senna (Foto: Arisson Marinho/CORREIO)


Pela primeira vez no Nordeste, a exposição, que já passou por São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná, Minas Gerais e Brasília, ocupa 240 metros quadrados do estacionamento i1 do Shopping da Bahia. Além de atrações interativas, os visitantes também podem conferir objetos originais do acervo pessoal do piloto. 

“O intuito da exposição é trazer para a nova geração quem foi o piloto Ayrton Senna. Lá, tem itens originais que fizeram parte da vida dele”, conta a gerente de Eventos e Promoções do Instituto Ayrton Senna, Paola Santilli. 

“Convergimos a nossa expertise em fazer exposições interativas como esse acervo do instituto. Levamos um ano para preparar tudo e ficamos muito satisfeitos”, emenda o diretor de Novos Negócios e Contas da YDreams, Marcos Alves, empresa que coproduziu a mostra. 

O espaço é dividido em três partes. A primeira delas chama-se Valores de um Campeão, com um pouco das memórias familiares do esportista. É essa área que recebe os visitantes com fotos, vídeos e um álbum virtual. Tem ainda uma réplica do primeiro kart de Senna, que ele ganhou do pai aos 4  anos de idade. Na parede tem, também, pequenas réplicas dos carros de cada escuderia que ele pilotou. 

Depois, tem a seção O Mito da Fórmula 1, com um resumo da sua carreia. Tem os troféus originais que ele conquistou, incluindo o icônico de 1991 recebido após Senna vencer pela primeira vez o GP do Brasil dirigindo o carro apenas com a sexta marcha. E, pela primeira vez na exposição, o público vai conferir o macacão completo usado por Ayrton em 1993, em sua segunda vitória no Autódromo de Interlagos, em São Paulo. É nessa seção, também, que os fãs podem usar os óculos de realidade virtual e fazer uma viagem no tempo - a mais de 300 km/h.




Amostra tem réplica do primeiro kart pilotado pelo brasileiro quando tinha apenas quatro anos
(Foto: Arisson Marinho/CORREIO)


A última etapa, intitulada Ayrton Senna do Brasil, aproxima as pessoas ainda mais da história do ídolo. A primeira sala traz uma projeção em vídeo mapping que passeia pelas escuderias pilotadas por Senna com trechos de narração de Galvão Bueno. Em seguida, o visitante pode ser sentir um campeão, subir ao pódio e fazer uma foto segurando um troféu virtual.

Por último, tem ainda uma sala preparada para exibir dois documentários: Senna, Sem Medo, Sem Limites, Sem Igual, do britânico Asif Kapadia, e Ayrton Senna –41 Vitórias e Três Campeonatos, produzido para a mostra.