Fitness

Cansou da musculação? Veja 10 exercícios que podem substituir

Na lista estão boxe, hidroginástica e step; confira

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)

Quando o assunto é saúde e qualidade de vida, não há dúvida quanto à importância da prática regular de atividades físicas. Exercitar o corpo traz inúmeros benefícios para a saúde corporal e mental, além de contribuir para fatores relacionados à estética.

Foto: Divulgação

Na maioria das vezes, enjoamos de fazer os mesmo exercícios todos dias. De acordo com  o site Gympass estas dez opções que podem substituir o desempenho. Confira:

1. Spinning

O spinning é uma forma de variar as pedaladas convencionais, trazendo as bicicletas para os ambientes das academias e trabalhando os componentes essenciais das atividades físicas: frequência cardíaca, velocidade, intensidade e motivação. Além de ajudar no emagrecimento, o spinning traz benefícios ao sistema cardiorrespiratório, ajuda na tonificação muscular dos membros inferiores e promove a sensação de bem-estar.

2. Step

As aulas de step acontecem com o uso de um pequeno “degrau”. Os alunos sobem e descem esse degrau de acordo com a instrução do professor que monta coreografias compostas de movimentos funcionais, como agachamentos. Por utilizar desses movimentos, o step é indicado para pessoas que desejam emagrecer, fortalecer as pernas, trabalhar a coordenação motora e melhorar a resistência dos sistemas cardiovasculares e respiratórios.

3. Jump

O jump é uma atividade que agrada a muitas pessoas por ser bastante dinâmica e desafiadora. As coreografias são realizadas em uma pequena cama elástica individual, na qual o aluno pula de forma ordenada e coreografada. As vantagens dessa modalidade são diversas e incluem melhora do condicionamento físico, dos ossos, do equilíbrio e da coordenação motora. Além disso, promove a saúde do coração e dos pulmões, favorece o emagrecimento e a tonificação das pernas.

4. Crossfit

Para quem gosta dos treinos de musculação e quer variar um pouquinho, essa modalidade é uma ótima alternativa. Uma das atividades mais famosas do momento, o Crossfit é um estilo de treinamento de força e condicionamento físico que se baseia em movimentos intensos. Os treinos exigem bastante do corpo e costumam utilizar técnicas de levantamento de peso, exercícios aeróbicos e, também, movimentos de ginástica olímpica. Os exercícios trabalham o corpo de forma completa e os movimentos costumam englobar grandes grupos musculares, com isso, os alunos sentem uma grande evolução ao longo do tempo de prática. A modalidade é indicada para as pessoas que desejam aumentar a força e a resistência, trabalhar os músculos e melhorar o condicionamento físico em geral. Apresenta ótimos resultados quanto à tonificação muscular de todo o corpo, ao emagrecimento e a melhora do metabolismo. Também ajuda no combate ao estresse, no desenvolvimento de habilidades associadas ao equilíbrio, flexibilidade e concentração.

5. Ballet fitness

O ballet fitness é uma modalidade que utiliza os movimentos clássicos do ballet e, também, os movimentos de condicionamento físico e trabalho muscular comuns nas academias funcionais, como abdominais e agachamentos. Esta atividade física tem feito muito sucesso e não é difícil saber por quê: o ballet fitness estimula o ganho de resistência, de força e de flexibilidade. Traz melhorias para postura e forma do corpo, ajuda no fortalecimento dos músculos e promove o emagrecimento.

6. Circuito Funcional

O treino funcional é um grande aliado daqueles que pretendem trabalhar os músculos, mas consideram os treinos de musculação monótonos. Uma das suas principais características é a combinação de movimentos do dia a dia com o trabalho muscular. Neste tipo de atividade, a rotina de treinos é bastante dinâmica por acontecer em forma de circuito: as séries são mais curtas, intensas e se repetem de forma alternada durante a mesma aula. Além disso, a utilização de equipamentos diversos faz com que os exercícios tenham diferentes dificuldades e variações.

Esses equipamentos podem ser cordas, pesos, anilhas, barras, bolas suíças, entre tantos outros. Muitos movimentos são feitos, também, com o próprio peso do corpo, como no caso dos agachamentos livres, corridas, abdominais etc.

7. Muay Thai

O Muay Thai é uma arte marcial tailandesa conhecida por seus movimentos brutos como chutes, cotoveladas, socos e joelhadas. Mas, antes que você se assuste, é importante lembrar que, durante as aulas, esses movimentos são realizados com ajuda profissional e com um objetivo específico. Entre os benefícios do Muay Thai, podemos citar a melhora do condicionamento físico, o fortalecimento muscular, aceleração do metabolismo, gasto calórico elevado, ganho de força física, equilíbrio, flexibilidade e, claro, benefícios para a mente. Pode ser utilizado como alternativa para aqueles que desejam trabalhar as pernas, glúteos, coxas e abdômen, mas não se adaptaram aos treinos de musculação.

8. Boxe

As aulas de boxe trabalham, primordialmente, os braços, ombros, costas e abdômen, mas também são benéficas para as outras partes do corpo, uma vez que exigem movimentos constantes e intensos. Muito mais do que dar socos e chutes, os alunos também realizam exercícios que melhoram o condicionamento físico em geral como corridas, abdominais e pulos de corda. A prática exige muito fôlego, agilidade e reflexo e, por isso, a evolução de cada aluno é individual, gradual e contínua. Além de ser um esporte altamente benéfico para a saúde, o boxe costuma agradar muitas pessoas. Por isso, independentemente do seu gênero e idade, se você tiver curiosidade a respeito dessa modalidade, vale a pena fazer uma aula experimental sem medo de ser uma atividade exclusiva para homens mais fortes.

9. Hidroginástica

A hidroginástica é uma modalidade que permite o trabalho muscular para pessoas com baixo nível de condicionamento físico. As aulas podem ser realizadas por pessoas de todas as idades e são, geralmente, muito frequentadas por quem já está na terceira idade. Os movimentos são simples e benéficos para o sistema cardiovascular, para a coordenação, equilíbrio, além de aliviarem o estresse. A hidroginástica é uma ótima opção para pessoas com problemas nas articulações — claro, com a devida recomendação e liberação profissional. Isso porque a água reduz o impacto dos movimentos, reduzindo o desgaste nos joelhos e ombros.

10. Spinning aquático

Assim como no spinning convencional, a versão aquática envolve pedaladas em bicicletas especializadas, mas, dessa vez, as bikes ficam dentro da piscina. A atividade é bem intensa e pode gastar até 500 calorias por aula, sendo indicada para quem deseja emagrecer. O maior objetivo é o trabalho da resistência e força corporal. Diferentemente do spinning realizado fora das piscinas, a modalidade aquática, além de focar nas pernas, glúteos e abdômen, também permite o trabalho dos membros superiores com movimentos de braços que podem ser circulares, batidas na água etc.