Mundo

Cantora morre atingida por fogos de artifício em palco

Cortinas foram imediatamente baixadas após o incidente, testemunhado por cerca de mil pessoas

Fernando Moreira, da Agência O Globo

A cantora pop espanhola Joana Sainz, de 30 anos, morreu quando se apresentava com a Super Hollywood Orchestra em Las Berlanas, pequena cidade nas proximidades de Madri (Espanha), na madrugada do último sábado (31/8).

Foto: Reprodução
Joana, que estava à direita no palco, foi atingida quando um espetáculo pirotécnico falhou e fogos de artifício atingiram o abdome da cantora. As cortinas foram imediatamente baixadas após o incidente, testemunhado por cerca de mil pessoas.

A cantora, que também era dançarina da orquestra, foi atendida inicialmente por um médico que estava na plateia. Levada a um hospital próximo, ela não resistiu aos ferimentos, segundo reportagem do "El Diario".
Foto: Reprodução
A Super Hollywood Orchestra havia sido contratada para encerrar um festival na cidade. O grupo tem 15 integrantes, incluindo cantores, dançarinos e músicos.


A polícia investiga o caso. Isidro Lopez, diretor da empresa responsável pela produção do espetáculo, disse que o mesmo show pirotécnico vem sendo realizado com sucesso há seis anos no festival. Este foi o primeiro acidente.

Abaixo, imagens do acidente (Joana estava à direita):