Mundo

Menina de dois anos é estuprada em ala de isolamento de hospital

Após levar a criança para casa, a mãe encontrou um líquido branco nas partes íntimas quando foi trocar a fralda.

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br )

Uma criança de dois anos foi supostamente estuprada enquanto estava em uma ala de isolamento de Covid-19, no Hospital Acadêmico Dr. George Mukhari, em Pretória, na África do Sul. De acordo com o jornal britânico Daily Mail, a mãe da criança percebeu o abuso depois que ela teve alta e havia sido levada para casa. 

Em entrevista à imprensa local, a tia da criança, que preferiu permanecer anônima para proteger a identidade da criança, contou que a menina foi internada no hospital após apresentar sintomas do Covid-19. No local, a mãe da vítima foi informada que ela precisava ser colocada em uma ala de isolamento. 

Após ter resultado negativo para doença, a criança recebeu alta e a mãe foi chamada para levá-la para casa. Porém, a criança estava com dificuldade para andar e, segundo a tia, a mãe encontrou um líquido branco nas partes íntimas quando foi trocar a fralda. 

“Ela inicialmente pensou que era um medicamento, pois a criança estava no hospital. Mas no dia seguinte, esse mesmo fluido esbranquiçado ainda estava saindo", disse a tia à imprensa local. 

Ainda segundo DailyMail, a mãe detectou sinais de abuso e levou a criança novamente para o hospital, onde uma enfermeira constatou que a criança havia sido estuprada. O porta-voz da polícia provincial, Brigadeiro Mathapelo Peters, contou que o caso será investigado pela polícia e internamente pelo hospital.