Nem Te Conto

Funkeira perde móveis em enchente e pede ajuda monetária aos fãs

Campanha de "vaquinha virtual" tem como objetivo reunir um total de R$ 20 mil

Redação iBahia (variedades@portalibahia.com.br)

A funkeira MC Carol decidiu pedir ajuda aos fãs para que eles pudessem colaborar com doações monetárias após perder tudo em uma enchente no fim de março. No perfil do Facebook a cantora contou o que aconteceu e através do desabafo aproveitou para anunciar a campanha 'Ajudar a MC Carol a mobiliar a casa'. O projeto tem como objetivo reunir um total de R$ 20 mil.

Ainda em seu perfil pessoal, a cantora publicou um vídeo mostrando o estado em que a casa ficou após as fortes chuvas. "Peguei o dinheiro que juntei durante a minha vida toda e comprei móveis novinhos, cozinha toda em inox, sala com sofá claro, banheiro todo pretinho, do jeito que sempre sonhei! Mas, na primeira chuva acontece isso. Descobri pelos vizinhos que essa casa sempre alagava, a imobiliária me fez uma proposta ridícula. Ganhar um descontinho se eu compra-se uma casa deles!", desabafou. 

Foto: Reprodução/Facebook

Ela ainda comentou que sua infância foi difícil e que tudo o que conquistou foi com esforço. "Carolina desdo o dia em que saiu da maternidade foi morar com os bisavós, Carolina estudava e tinhas sonhos! Trabalhar com desenhos e fazer uma faculdade de direito até chegar a ser juíza. Mas, numa briga familiar, um dia depois do aniversário do seu bisavô, o amor da minha vida morreu de infarto e uma parte da família tomou tudo, me expulsaram de casa e a partir dos meus quase 15 anos, tive que virar mulher na marra. Eu morava sozinha em um cômodo e um banheiro, não tinha porta, nem janela, quando chovia entrava muita água, era apavorante, minha vida era um inferno, era um quintal cheio de gente, eles brigavam até amanhecer por causa drogas e se agrediam até ter sangue, pessoas que tinham que me dá exemplo, cheravam pó na minha frente, como se eu não estivesse ali", explicou.


Carol também revelou que quase tirou a vida por conta dos problemas. "Minha vida era miserável, eu acordava abria a geladeira e não tinha exatamente nada, eu olhava pros lados eu não via ninguém, eu não enxergava uma saída. Tentei me matar uma vez, não consegui, subi pra minha casa e falei com Deus 'Se você existe, muda agora a minha história ou tomarei veneno'. Deus mudou a minha vida, eu comecei a cantar, as pessoas gostavam das minhas músicas e eu consegui sair daquele quintal maldito", contou.