Novelas

Zefa enfrenta Severo em 'Segundo Sol'

Claudia Di Moura comemora virada da personagem: 'Já era hora'

Agência O Globo

A submissão de Zefa (Claudia Di Moura) a Severo (Odilon Wagner) está com os dias contados em "Segundo sol". A empregada, finalmente, vai enfrentar o patrão, ao vê-lo tentar agredir Edgar (Caco Cicoler). Isso acontece quando o arquiteto questiona o pai por ele colocar a mansão à venda, sem ter comunicado à família. Severo fica possesso e quando vai dar um tapa no filho, Zefa segura a mão dele e grita: "Você não vai bater no seu filho! No meu filho! Nunca mais levante a sua mão pra bater em um filho meu, Severo! Nunca mais!".


- Já era hora. Severo foi o amor da vida dela, então existia um duelo entre esse sentimento de afeto que ela nutria obstinadamente e o próprio senso de justiça. Mas Zefa vai ser assaltada pela consciência de que esse amor, se realmente existiu, não existe mais. Que Severo não é mais o chefe da família a quem ela deve obediência, nem o marido clandestino a quem ela devota cuidado. Ele é, quando muito, o pai de seus filhos, mas o poder já não está em suas mãos. Isso é, em certa medida, libertador - analisa Claudia, de 53 anos.

A atitude de Zefa, claro, deixa a todos impressionados. Principalmente Severo, que ouve, impávido, toda as acusações da ex-amante. "Acha que só você importa nessa vida, que só você presta, que nada nem ninguém é bom o suficiente pra Severo Athayde! Dona Claudine e eu lhe demos o amor maior do mundo, um amor capaz de ceder, de perdoar, de dividir... mas isso você nunca vai conseguir entender, você nunca amou ninguém de verdade! Você nunca soube dar valor a ninguém, nunca soube dar amor, nem pra ela, nem pra mim, nem pros seus filhos! Edgar tá certo, você não tem nenhum sentimento!", afirma a empregada.

O empresário começa se sentir mal, mas a mãe de Edgar e Roberval (Fabricio Boliveira) não para: "Só me arrependo de uma coisa nessa minha vida: de ter visto você sendo cruel com Roberval e Edgar de todas as maneiras e nunca ter feito nada pra impedir! Você é a razão de tudo ter dado errado nessa família, mas agora chega!"

- Zefa, além de resiliente, é comprometida. Ela já comprou muita briga com Roberval por causa de Severo e nunca recebeu desse homem nem mesmo um sinal de respeito, muito menos gratidão. Agora, ele não passa de uma sombra, de uma ilusão nostálgica desse amor, a quem ela se curvava como um mero hábito de subserviência - constata Claudia.