Salvador

Operação contra o Aedes fiscaliza praias e barcos no Rio Vermelho

Agentes de endemias colheram as larvas para análise e usaram larvicida na embarcação, para evitar a criação de possíveis criadouros do vetor

Redação Correio 24h
- Atualizada em

Uma força-tarefa para combater o Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika e chikungunya, esteve nesta sexta-feira (19) nas praias do Rio Vermelho para identificar possíveis focos do mosquito. Na operação, que contou com a atuação do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) e da Limpurb, foi identificado um barco com foco do inseto.


Agentes de endemias colheram as larvas para análise e usaram larvicida na embarcação, para evitar a criação de possíveis criadouros do vetor. Outros órgãos da prefeitura participaram da força-tarefa, que incluiu a limpeza das praias e a  fiscalização de ambulantes irregulares, além de embarcações sem documentação atualizada.


Segundo a assessoria da prefeitura, o mutirão da limpeza esteve presente com seis agentes realizando a coleta de lixo, restos de peixes confinados e lavagem da calçada. Na praia de Santana, a Secretaria de Ordem Pública (Semop) notificou três embarcações e na praia da Mariquita, 11. Os proprietários têm prazo de 72h para regularização ou remoção dos barcos.


A Secretaria Cidade Sustentável (Secis), com apoio de voluntários da ONG Conexão Ecológica, realizou um trabalho de orientação e conscientização com moradores e pescadores, ensinando a forma correta de descarte de materiais, coleta seletiva e a importância de manter o ambiente limpo e longe dos focos do Aedes.

Correio24horas