Suspeito de matar e abandonar corpo de mulher na Barra tem prisão convertida em preventiva


Foto: Reprodução/TV Bahia

Os suspeitos de matar Janaina Arcanjo Santos, de 20 anos, tiveram a prisão convertida para preventiva nesta quarta-feira (17). Informação foi confirmada pelo Tribunal de Justiça do Estado da Bahia (TJ-BA).

O caso ocorreu na segunda-feira (15). A dupla deixou o corpo da vítima na entrada da localidade da Roça da Sabina, no bairro da Barra, em Salvador. Segundo testemunhas, Janaina Arcanjo estava com um saco na cabeça e enrolada em um lençol branco.

A primeira suspeita, identificada como Ângela Dantas Silva Machado, foi presa no mesmo dia do crime. Já o namorado dela, Gabriel Martins de Morais, foi detido na terça-feira (16), após se apresentar à polícia na companhia do advogado. Uma terceira pessoa vai responder em liberdade por tentativa de ocultação de cadáver.

Segundo as investigações, a vítima também namorava com Gabriel Martins. O casal teria se conhecido há cerca de quatro meses, na região da Barra, onde Janaína trabalhava como auxiliar de baiana de acarajé.

Foto: Reprodução/TV Bahia

Para a polícia, Ângela Dantas, suspeita de ter participado do crime, declarou ter sido coagida a ajudar na ocultação do corpo da vítima.

A polícia ainda detalhou que Gabriel responde a vários processos e tinha um mandado de prisão em aberto por tráfico de drogas na cidade de Montes Claros, em Minas Gerais.

Relembre o caso

O corpo de Janaina Arcanjo Santos,  foi encontrada morta na manhã de segunda-feira (15), no acesso a localidade da Roça da Sabina, no bairro da Barra, em Salvador.

De acordo com a Polícia Civil, informações iniciais davam conta de que o corpo da vítima tinha marcas de tiros. No entanto, a informação foi corrigida e ficou evidente que ela morreu após agressões.

O corpo da vítima foi abandonado por dois homens, que chegaram no local em um carro e fugiram em seguida.

Leia mais sobre Salvador em iBahia.com e siga o Portal no Google Notícias.