Saúde

Mitos e verdades: veja os cuidados com a saúde bucal

Manter os dentes bonitos e bem cuidados não é apenas uma questão estética, mas, sobretudo, de saúde

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)

O cuidado com a saúde bucal é fundamental em todas as etapas da vida. Afinal, manter os dentes bonitos e bem cuidados não é apenas uma questão estética, mas, sobretudo, de saúde. De acordo com os dentistas e sócios da Spazio Oral, José Medeiros Filho, Júlia Torres, Dylton Neto e Renata Barbosa, apesar de a maioria das pessoas realizarem a higiene e os cuidados preventivos regulares, existem hábitos e mitos que são propagados pelo senso comum que acabam prejudicando a saúde e a qualidade de vida.

A fim de conscientizar e desmitificar muitas crenças que ainda são reproduzidas, veja abaixo uma série de mitos e verdades sobre cuidados, hábitos e tratamentos dentários que mais geram dúvidas entre as pessoas.

Foto: Divulgação 


#1 Uso de antibiótico destrói os dentes? Mito.

Existe apenas um tipo de antibiótico, a tetraciclina, que adere à dentina, a parte dura do dente, provocando manchas e enfraquecimento. Mas isso só acontece com uso de grandes quantidades do medicamento durante a infância, enquanto o dente está se constituindo. Por isso, a maioria dos pediatras procura receitar outros tipos de antibióticos com o mesmo efeito. A partir dos 12 anos, nenhuma quantidade de tetraciclina causará problemas aos dentes.

#2 Bebidas alcoólicas como o vinho tinto deixam os dentes escuros? Verdade.

As bebidas alcoólicas podem comprometer a saúde bucal por conter substâncias corrosivas e pigmentos, como no caso do vinho tinto, que fazem escurecer os dentes.


#3 A gravidez estraga os dentes? Mito.

A cárie e a perda de dentes são causadas pela má higienização, principalmente se, após ingerir carboidratos, a gestante não fizer uma boa higiene bucal. Assim, mulheres estando ou não grávidas podem ter cáries se não fizer uma escovação correta e uso de fio dental. A grávida, entretanto, pode apresentar maior inflamação gengival. É necessário um acompanhamento por periodontista durante a gravidez.


#4 Cigarro causa gengivite? Depende.

A gengivite é uma inflamação na gengiva causada pelo excesso de placa bacteriana. O cigarro em si não causa gengivite e o fumante geralmente apresenta menos sangramento que não fumantes, ainda que tenham doenças periodontais mais avançadas, como a Periodontite. Fumar aumenta comprovadamente o risco de desenvolvimento da Periodontite.


#5 Grávidas não podem usar anestesia ou fazer radiografias dentárias? Mito.

É completamente permitido usar anestésicos na gestante, inclusive com o vasoconstritor (ação de contrair/estreitar os vasos sanguíneos). É necessário avisar ao dentista sobre a gravidez para a escolha da melhor substância anestésica. As radiografias odontológicas tem incidência muito menor e mais localizada que as médicas. Os aparelhos expõe uma área muito restrita, com exposição de 0,1 segundo, com uso de coletes protetores de chumbo, não representando assim risco para gestante ou para o feto.

#6 Creme dental com flúor não pode ser usado em crianças. Mito.

Os cremes dentais com flúor devem ser usados em todas as idades, apenas variando a sua concentração em algumas condições especiais. O seus dentista fará as indicações necessárias.


#7 Bebês que ainda não possuem dentes precisam realizar higienização oral? Verdade.

Mesmo sem dentes formados é importante que os pais façam limpeza da gengiva dos bebês com gaze ou panos macios umedecidos. Depois que nasce o primeiro molar, por volta dos 14 meses, é preciso usar escova e pasta de dente.

#8 Clareamento dental enfraquece os dentes? Mito.

O gel clareador utilizado nos processos de clareamento não é abrasivo e age somente na pigmentação que gera o escurecimento dos dentes, sem impactar na estrutura dental quando utilizado corretamente e sob supervisão do dentista.

#9 É melhor esperar todos os dentes de leite caírem para usar aparelhos ortodôntico? Mito.

Crianças com a dentição decídua (dentes de leite) podem sim fazer tratamento ortodôntico, principalmente em caso de problemas como mordida cruzada, mordida aberta ou falta de espaço severa, quando os dentes nascem muito juntos. A partir dos 4 anos a criança já consegue ter uma boa colaboração do tratamento e os resultados aparecem bem mais rápido.


#10 Comer hortaliças ajuda na saúde dos dentes? Verdade.

Ajuda no sentido de adquirir uma alimentação saudável, com baixo teor de açúcar, diminuindo assim o risco de cáries. Além disso, esses alimentos são fontes de vitaminas e sais minerais. Outro fator positivo é a mastigação, que produz mais saliva e isso ajuda a banhar os dentes com sua proteção natural. Alimentos menos pastosos têm ainda menor adesão sobre os dentes.


#11 Todo implante precisa cortar a gengiva? Mito.

O implante dentário sem cortes, realizado através de cirurgia guiada, é uma alternativa menos dolorosa e menos invasiva, em alguns casos ate mesmo sem sutura por pontos. Na técnica, o procedimento todo é planejado no computador, por meio de um software específico, que orienta o dentista sobre o local e a profundidade exatos em que cada implante dentário será instalado, garantindo mais segurança e precisão.

#12 O fio dental machuca a gengiva e causa sangramento? Mito.

Se você passou o fio dental e sangrou, é um sinal de que provavelmente há alguma inflamação na sua gengiva. Passar fio dental muitas vezes nunca será um problema, a força aplicada sim pode te machucar.


#13 É preciso escovar os dentes imediatamente após as refeições? Mito.

O ideal é esperar aproximadamente 30 minutos para escovar os dentes. É o tempo necessário para que a saliva possa agir e neutralizar o Ph dos alimentos e bebidas. O café, o vinho, o refrigerante e o suco de laranja, por exemplo, têm pH inferior a 5,0. Portanto, são ácidos e causam erosão, ou seja, perda da estrutura dental (cálcio).

#14 Chiclete sem açúcar auxilia contra as cáries? Mito.

A prevenção de cáries se dá através da higienização bucal. O chiclete sem açúcar não causa cáries, mas também não previne. Além disso, a mastigação de chicletes pode levar a uma fadiga muscular e acentuar problemas relacionados ao bruxismo, por exemplo.


#15 Dor nos dentes significa problemas no dente? Nem sempre.

A dor pode ser na gengiva, como também nos dentes, ossos, ligamentos. Além de poder está relacionada com outras articulações da face, por exemplo, a mandíbula ou musculatura.