Saúde

Nova York inaugura bar para quem não gosta de beber álcool

Getaway, ou “Saia fora”, também não tem wi-fi para que as pessoas “conversem entre si”

Especial de Contéudo
- Atualizada em

Bebidas alcoólicas sempre foram uma razão para socializar. Um drink aqui, uma cerveja ali e todas as pessoas em volta mesa ou no balcão de um bar se tornam mais comunicativas.

Foto: Divulgação
Fato é que o álcool une as pessoas. Não tanto pelo sabor, que muitas vezes nem é assim tão agradável, mas pelo contrato social que se estabeleceu em torno desse tipo de produto.

A questão é que as bebidas alcoólicas parecem estar deixando de ser assim tão apelativas para os jovens das novas gerações. Isso pode ser comprovado pelo bar Getaway, em Nova York, que está causando bastante polêmica na cidade estadunidense.

Getaway: um refúgio para quem não gosta de beber álcool

O nome já sugere: o lugar de paredes verdes e azuis, com decoração clássica e ambiente calmo é mesmo um refúgio, uma fuga para aqueles que querem uma experiência fora do tradicional.

Já começa que é proibido usar notebooks no bar. Todos são estimulados ou forçados a seguir o lema “não temos wi-fi, portanto conversem entre si”.

Até aí tudo normal. Cada vez mais estão surgindo locais que servem de válvula de escape do mundo digital. O que chama mais a atenção é que o bar não vende nenhum drink alcoólico.

Por mais incrível que possa parecer, a ideia não é assim tão absurda. Se considerarmos que o Getaway fica no Brooklin, região movimentada de Nova York, é interessante ter uma opção de bar sem álcool.

Para uma região com vida noturna movimentada, encontrar opções de drinks saborosos, mas não alcoólicos é quase impossível. Muitas vezes as pessoas querem apenas beber com os amigos, conversar, sem ter aquela necessidade de se “destruir”.

No Getaway nem mesmo as cervejas sem álcool estão presentes no menu de bebidas. Isso porque muitas contêm 0,5% da substância em sua composição. As mais famosas, pelo menos, seguem esse padrão.

Novas gerações apresentam comportamentos menos destrutivos
Esse nicho encontrado pelo Getaway levanta algumas reflexões a respeito de como as novas gerações estão se comportando.

Desde os anos 60 estivemos em uma ascendência de adolescentes e jovens adultos com atitudes autodestrutivas bastante perigosas. Muitas delas envolvendo álcool ou outras drogas lícitas e ilícitas.

O que estamos vendo neste momento é uma mudança interessante de perspectiva. Bares como o Getaway buscam abrir um espaço de diálogo com a geração millennial, no sentido de mostrar que não é uma obrigação incluir o álcool em suas vidas.

Isso pode ser comprovado pelas estatísticas. Dados do governo britânico, por exemplo, demonstram que em 2016 houve uma redução considerável no número de pessoas acima dos 16 anos que não havia bebido na semana anterior à pesquisa realizada sobre o assunto.

O mesmo pode se verificar nos Estados Unidos, em que mais de 50% dos entrevistados em uma pesquisa realizada em fevereiro de 2019 revelaram estar tentando reduzir o consumo de bebida alcoólica.

Bares como Getaway são uma boa alternativa para quem não quer ser obrigado a beber álcool ou mesmo ficar pelos refrigerantes. Esse tipo de estabelecimento é muito importante para mudarmos o paradigma de que apenas ingerindo bebidas alcoólicas nas noites com os amigos podemos nos divertir.


Fonte: https://saudelogo.com